Você está aqui

Projetos MSF

MSF leva cuidados de saúde essenciais a quem mais precisa, em contextos como conflitos armados, epidemias, desnutrição, desastres naturais e exclusão do acesso à assistência médica. Todas essas situações pedem resposta rápida, além de profissionais médicos e logísticos especializados. Entretanto, também administramos projetos de longo prazo, prestando suporte a pessoas que tem enormes necessidades e em locais onde falta assistência adequada.

Atualmente, MSF leva ajuda humanitária a pessoas em mais de 70 países. Veja o mapa e selecione uma atividade médica e o país desejado para saber mais sobre o trabalho de Médicos Sem Fronteiras pelo mundo.

  • Afeganistão
    33.939110
    67.709953
  • África do Sul
    -30.559482
    22.937506
  • Angola
    -12.162497
    15.556641
  • Argélia
    27.698574
    2.866189
  • Armênia
    40.069099
    45.038189
  • Bangladesh
    23.684994
    90.356331
  • Bielorrússia
    53.173119
    27.685546
  • Bolívia
    -16.290154
    -63.588653
  • Brasil
    -14.235004
    -51.925280
  • Bulgária
  • Burkina Faso
    12.238333
    -1.561593
  • Burundi
    -3.373056
    29.918886
  • Camarões
    7.369722
    12.354722
  • Camboja
    12.565679
    104.990963
  • Chade
    15.454166
    18.732207
  • China
    35.861660
    104.195397
  • Colômbia
    4.570868
    -74.297333
  • Congo Brazzaville
    -0.228021
    15.827659
  • Coréia do Norte
    0.000000
    0.000000
  • Costa do Marfim
    7.539989
    -5.547080
  • Egito
    26.820553
    30.802498
  • El Salvador
    0.000000
    0.000000
  • Etiópia
    9.145000
    40.489673
  • Filipinas
    12.879721
    121.774017
  • França
    46.227638
    2.213749
  • Geórgia
    0.000000
    0.000000
  • Grécia
    39.074208
    21.824312
  • Guatemala
    15.783471
    -90.230759
  • Guiné
    9.945587
    -9.696645
  • Haiti
    18.971187
    -72.285215
  • Honduras
    15.199999
    -86.241905
  • Iêmen
    15.552727
    48.516388
  • Índia
    33.376937
    74.315488
  • Irã
    32.427908
    53.688046
  • Iraque
    33.223191
    43.679291
  • Itália
    41.871940
    12.567380
  • Jordânia
    30.585164
    36.238414
  • Laos
    19.856270
    102.495496
  • Lesoto
    -29.609988
    28.233608
  • Líbano
    33.854721
    35.862285
  • Líbia
    26.335100
    17.228331
  • Madagascar
    -18.766947
    46.869107
  • Malauí
    -13.254308
    34.301525
  • Mali
    17.570692
    -3.996166
  • Marrocos
    31.791702
    -7.092620
  • Mauritânia
    21.007890
    -10.940835
  • México
    23.634501
    -102.552784
  • Mianmar
    21.913965
    95.956223
  • Moçambique
    -18.665695
    35.529562
  • Níger
    17.607789
    8.081666
  • Nigéria
    9.081999
    8.675277
  • Palestina
    32.129881
    34.870605
  • Papua Nova Guiné
    -6.314993
    143.955550
  • Paquistão
    30.375321
    69.345116
  • Paraguai
    -23.442503
    -58.443832
  • Quênia
    -0.023559
    37.906193
  • Quirguistão
    41.204380
    74.766098
  • República Centro-Africana
    6.611111
    20.939444
  • República Democrática do Congo
    -4.038333
    21.758664
  • Rússia
    61.524010
    105.318756
  • Serra Leoa
    8.460555
    -11.779889
  • Sérvia
    44.016521
    21.005859
  • Síria
    34.802075
    38.996815
  • Somália
    5.152149
    46.199616
  • Suazilândia
    -26.522503
    31.465866
  • Sudão
    12.862807
    30.217636
  • Sudão do Sul
    0.000000
    0.000000
  • Tadjiquistão
    38.861034
    71.276093
  • Turquia
    38.963745
    35.243322
  • Ucrânia
    48.379433
    31.165580
  • Uganda
    1.373333
    32.290275
  • Uzbequistão
    41.377491
    64.585262
  • Zâmbia
    -13.133897
    27.849332
  • Zimbábue
    -19.015438
    29.154857

El Salvador

Os salvadorenhos já conhecem Médicos Sem Fronteiras. Durante o conflito armado da década de 1980, a organização ofereceu serviços de saúde primária, que incluíam próteses para pessoas mutiladas pela violência perpetrada por ambos os lados. MSF também participou das respostas emergenciais ao furacão Mitch em 1998, aos terremotos de 1986 e 2001 e ao furacão Ida em 2009.

MSF lançou atividades de saúde em San Salvador e Soyapango, direcionado os cuidados a pessoas socialmente vulneráveis cujo acesso a serviços de saúde foi afetado pela insegurança. A organização está trabalhando junto a instituições de saúde pública para oferecer atendimento aos que mais precisam, conforme acordado com o Ministério da Saúde.

Vários serviços estão sendo implementados. Foram criadas clínicas móveis para oferecer cuidados de saúde primária (medicina geral, psicologia clínica, saúde sexual e reprodutiva) para atender pessoas com dificuldade de acesso aos serviços médicos, enquanto os assistentes sociais realizam o acompanhamento e encaminham pacientes a outras instituições. Além disso, foi lançada uma abrangente iniciativa de saúde mental, com atividades comunitárias e de promoção da saúde, destinadas a reforçar o tecido social e práticas saudáveis da comunidade. MSF também está fornecendo apoio clínico e psicológico para apoiar centros de saúde da família.

Essas iniciativas são o resultado de uma análise minuciosa da realidade local e do trabalho já realizado dentro das comunidades com as autoridades de saúde.

A equipe de MSF em El Salvador é composta por 54 pessoas de diferentes perfis, incluindo clínicos gerais, enfermeiros, psicólogos sociais e clínicos, assistentes sociais, logísticos, administradores e equipe de apoio. Eles estão trabalhando atualmente em comunidades e assentamentos no Distrito 6 de San Salvador (Tinetti, Concepción, El Paraíso, San Juan Bosco e Barrio Lourdes), e na área norte de Soyapango (Bosques del Río, Las Margaritas e Río Las Cañas). MSF já está ampliando seus serviços para incluir a comunidade de Reparto La Campanera (Soyapango) e San Juan Bosco (San Salvador). A organização também está estudando a possibilidade de expandir os serviços para outras áreas e incluir migrantes, refugiados e pessoas deportadas.  
 


 

Em foco

0:00

Resumo das principais atividades da organização médico humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras ao redor do mundo, em Junho de 2017.

Como ajudar