Você está aqui

África do Sul

Distribuição de preservativos como parte de atividades de MSF para sensibilização da comunidade no município de Boitekong, em Rustenburg (Foto: Siyathuthuka Media)
África do Sul
Paises em que MSF atua

Na África do Sul, Médicos Sem Fronteiras (MSF) apoia inovações para a mudança no tratamento de HIV e tuberculose (TB), atendimento a sobreviventes de violência sexual e acesso a medicamentos que salvam vidas.

Em 2018, a África do Sul passou a ser  o primeiro país do mundo a tornar o medicamento oral bedaquilina parte de seu tratamento-padrão recomendado para TB resistente a medicamentos  (TB-DR),  ajudando a eliminar injeções dolorosas e tóxicas e a aumentar o acesso a tratamentos mais eficazes e mais toleráveis – um objetivo de longa data para MSF.

Tratamento de HIV e TB
Estamos trabalhando para aumentar o acesso a medicamentos novos e readaptados e a cuidados comunitários para pacientes com TB- DR por meio de nossos projetos de HIV e TB em Khayelitsha, perto da Cidade do Cabo, e no distrito de King Cetshwayo, KwaZulu-Natal, ao mesmo tempo que apoiamos os esforços para alcançar o objetivo 90-90-90 do UNAIDS para pessoas que vivem com HIV.¹

Em 2018, realizamos uma pesquisa porta a porta sobre o HIV por meio de nosso projeto no distrito de King Cetshwayo. Os resultados
preliminares endossaram as estratégias inovadoras baseadas na comunidade que implementamos desde 2011 para reduzir a incidência, a doença e a mortalidade por HIV e TB; 22.780 pessoas foram testadas na comunidade para o HIV em 2018 e 1.280 foram iniciadas no tratamento de TB, incluindo 220 com bedaquilina e/ou delamanida.

Em Khayelitsha, inscrevemos 198 pares de mães e bebês em clubes de apoio pós-natal, destinados a melhorar o atendimento de mulheres com HIV e seus bebês expostos ao vírus. O programa foi testado em 2016 e incorporado às diretrizes nacionais de tratamento do HIV um ano depois.

A África do Sul também se tornou parte do estudo clínico multipaís da endTB, com o objetivo de encontrar regimes terapêuticos mais curtos, menos tóxicos e mais eficazes para a TB multirresistente a medicamentos (TB-MDR). Nós lançamos o estudo em Khayelitsha, em maio, e inscrevemos 28 pacientes até o fim do ano.

Cuidados a sobreviventes de violência sexual
No distrito de Bojanala, no cinturão de mineração de platina da África do Sul, estamos ajudando a expandir o acesso a sobreviventes de violência sexual e baseada em gênero por meio de quatro clínicas especializadas, conhecidas como Centros de Cuidados Kgomotso, que oferecem assistência médica e de saúde mental, bem como serviços sociais. Um número crescente de pacientes está sendo encaminhado de iniciativas baseadas na comunidade, incluindo um programa de saúde escolar, pelo qual realizamos sessões educacionais, alcançando 12.670 alunos em 20 escolas. Cerca de 27 alunos por mês foram encaminhados para os centros de atendimento em 2018.

Também continuamos a apoiar os serviços de interrupção da gravidez para mulheres que os solicitam. Dois enfermeiros de MSF realizaram de 90 a 100 procedimentos por mês em dois centros de saúde comunitários em 2018.

Projeto contra Falta de Estoque (SSP, em inglês)
O SSP é um consórcio da sociedade  civil, apoiado por MSF e cinco outras organizações, que monitora a disponibilidade de medicamentos essenciais em  clínicas  em  todo o país e promove a rápida resolução de ruptura e escassez de estoque. Em 2018, o SSP ajudou a identificar e a aumentar a conscientização sobre desabastecimento – resultante da greve dos profissionais de saúde – em toda a província do noroeste.

¹ As metas 90-90-90  acordadas  globalmente demandam que, até 2020, 90% das pessoas que vivem com HIV saibam seu status, que 90% das pessoas que vivem com HIV iniciem e permaneçam em tratamento com antirretroviral (ARV) e que 90% das pessoas em tratamento com ARV alcancem e mantenham  uma carga viral indetectável.












 

Pacientes de HIV tratados
Pacientes que começaram o tratamento para TB
Sobreviventes de violência sexual tratados
21.000
1.430
550

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar