Início

Quarentena forçada pode prejudicar combate à epidemia

“Há outras maneiras de reagir adequadamente à ansiedade pública e atender às premissas de saúde”. Confira

Sobreviventes do Ebola

Pacientes recuperados do Ebola inspiram doentes e profissionais a continuarem a batalha contra o vírus. Veja

Médica avalia condições de saúde de famílias deslocadas

“À noite, fico acordada pensando naqueles que não sobreviveram”. Leia Mais

Violência dificulta o acesso a pessoas feridas

Em três dias de confrontos, MSF recebeu 56 pessoas feridas no hospital. LEIA

Precisamos da sua ajuda para salvar vidas

Para milhares de pessoas MSF é a única esperança, e tudo isso só é possível graças à ajuda de pessoas como você. Seja doador

Epidemia fora de controle

EBOLA

Histórias e fotos de pessoas que venceram a doença.

FOTOS

Acampamento na Etiópia vira um lago com pequenas ilhas isoladas.

Sudão do Sul

Situação está tensa na capital desde a nova onda de violência.

RCA

Ajude-nos a chamar a atenção para dificuldades enfrentadas por pessoas afetadas por crises humanitárias

Ajuda Virtual

Seja doador de MSF

Doe agora

Notícias

Newsletter

Receba notícias de MSF em seu e-mail.

Como ajudar

É graças a sua generosidade que podemos levar ajuda médico-humanitária a milhões de pessoas.

MSF busca profissionais qualificados, motivados e experientes para o trabalho em campo e no escritório.

Há diversas formas de contribuir com o trabalho de MSF.

 

Diários de Bordo

A morte com nome e sobrenome

22/10/2014

Entre Conacri, na Guiné, e Monróvia, na Libéria, onde estive, descobri que a morte tem nome e sobrenome: vírus Ebola.

A primeira vez com MSF

29/08/2014

Minha primeira participação em projeto com Médicos Sem Fronteiras foi no Malauí, pequeno país localizado na África subsaariana. A experiência incrível! No distrito de Chiradzulu, onde fui muito bem recebida, o povo é amigável e receptivo!

Direto do coração da África

23/07/2014

Nem parece que já faz um mês que eu deixei o Brasil rumo ao coração da África. O tempo aqui passa voando. É fácil perder a noção do tempo em meio às dezenas de afazeres, que frequentemente começam às 6h30 e terminam após as 21 horas.

Emoção de poder abraçar paciente curada de Ebola

16/06/2014

Télimelé (Guiné), 16 de junho de 2014 - Hoje demos mais uma alta no nosso centro de tratamento de Ebola e foi bem especial. A paciente chama-se Lamarana.

Facebook

Siga MSF

Acompanhe o trabalho de MSF e conheça as principais crises humanitárias visitando nossos perfis nas redes sociais.