Início

Intensificação de confrontos prejudica civis na Ucrânia

Após bombardeio de hospitais, profissionais de MSF se esforçam para levar cuidados às vítimas dos confrontos. Veja

MSF chama atenção para preço das vacinas em Berlim

Farmacêuticas precisam reduzir o preço da vacina pneumocócica de forma significativa. Confira

MSF reporta redução do número de casos de Ebola

Apesar do avanço, organização alerta para a importância da continuação do monitoramento da epidemia. Saiba mais

Combatendo a doença do sono na RDC

Galeria mostra imagens da atuação de MSF em combate à doença do sono no vilarejo de Doromo, na República Democrática do Congo. Veja

Precisamos da sua ajuda para salvar vidas

Para milhares de pessoas MSF é a única esperança, e tudo isso só é possível graças à ajuda de pessoas como você. Seja doador

Unidades de saúde são alvo de bombardeios

Ucrânia

Países mais pobres pagam mais caro

Vacina

Incidência da doença diminui, mas falhas persistem

Ebola

Dia a dia de uma clínica móvel de doença do sono

Fotos

Seja doador de MSF

Doe agora

Notícias

Newsletter

Receba notícias de MSF em seu e-mail.

Como ajudar

É graças a sua generosidade que podemos levar ajuda médico-humanitária a milhões de pessoas.

MSF busca profissionais qualificados, motivados e experientes para o trabalho em campo e no escritório.

Há diversas formas de contribuir com o trabalho de MSF.

 

Diários de Bordo

Logística em maternidade da República Centro-Africana

14/11/2014

Os primeiros raios de sol chegam antes das 6 horas, diretamente sobre minha “barraca mosquiteiro”. Ao me levantar, observo do terraço do nosso sobrado o rio Oubangui e, na outra margem, a República Democrática do Congo!

A morte com nome e sobrenome

22/10/2014

Entre Conacri, na Guiné, e Monróvia, na Libéria, onde estive, descobri que a morte tem nome e sobrenome: vírus Ebola.

A primeira vez com MSF

29/08/2014

Minha primeira participação em projeto com Médicos Sem Fronteiras foi no Malauí, pequeno país localizado na África subsaariana. A experiência incrível! No distrito de Chiradzulu, onde fui muito bem recebida, o povo é amigável e receptivo!

Direto do coração da África

23/07/2014

Nem parece que já faz um mês que eu deixei o Brasil rumo ao coração da África. O tempo aqui passa voando. É fácil perder a noção do tempo em meio às dezenas de afazeres, que frequentemente começam às 6h30 e terminam após as 21 horas.

Facebook

Siga MSF

Acompanhe o trabalho de MSF e conheça as principais crises humanitárias visitando nossos perfis nas redes sociais.