Você está aqui

Papua Nova Guiné

Elizabeth, que tem tuberculose resistente a medicamentos, recebe em sua casa a visita de um profissional de saúde comunitária de MSF em Port Moresby, Papua-Nova Guiné. (Foto: Sophie Mcnamara/MSF)
Papua Nova Guiné
Paises em que MSF atua

Em Papua-Nova Guiné, MSF se concentrou em ampliar o acesso a cuidados e melhorar a adesão ao tratamento para pacientes com tuberculose (TB).

A tuberculose foi declarada como a grande emergência de saúde pública em Papua-Nova Guiné, com quase 30 mil novos casos em 2016. É a quarta maior causa de morte em internações hospitalares e a principal causa de mortalidade entre portadores de HIV/Aids.

Em colaboração com o programa nacional de TB, MSF se concentra em melhorar a triagem, o diagnóstico, o início e o acompanhamento do tratamento no hospital de Gerehu, na capital Port Moresby. Equipes móveis também trabalham nas comunidades para melhorar a adesão dos pacientes ao tratamento.

Na província do Golfo, MSF ampliou seu programa de TB para apoiar dois centros de saúde, bem como o hospital geral de Kerema. O difícil acesso às áreas mais remotas e a falta de um sistema de acompanhamento efetivo resultam em um alto número de pacientes que não concluem o tratamento. Em colaboração com as autoridades provinciais, MSF desenvolve um modelo descentralizado de atendimento, facilitando o acesso ao diagnóstico, tratamento e acompanhamento mais próximo às casas dos pacientes.

Em 2017, MSF iniciou tratamento para mais de 2.100 pacientes com TB sensível a medicamentos e 53 pacientes com TB resistente a medicamentos.

MSF atua no país desde 1992.

 

Dados de 2017:

Pacientes que começaram o tratamento para TB
Pacientes que começaram o tratamento para TB resistente a medicamentos
2.200
53

Notícias