Você está aqui

Uzbequistão

Projeto de Tuberculose de MSF (Foto: MSF/Gulziyra Nurullaeva)
Uzbequistão
Paises em que MSF atua

No Uzbequistão, Médicos Sem Fronteiras (MSF) trabalha com o Ministério da Saúde para melhorar o diagnóstico e o tratamento de pessoas com tuberculose (TB), incluindo as formas resistentes a medicamentos da doença, além de fornecer cuidados para pessoas que vivem com o HIV.

Em 2020, em colaboração com o Ministério da Saúde, atualizamos o protocolo nacional para apoiar a utilização de um regime totalmente oral de tuberculose, de curta duração, com bedaquilina como componente principal. A bedaquilina é uma droga altamente eficaz que comprovadamente melhora os resultados dos pacientes. O protocolo inclui agora também uma seção sobre cuidados paliativos para pacientes com tuberculose que têm opções terapêuticas limitadas.

Em nosso projeto em Karakalpakstan, continuamos a implementar as mais recentes diretrizes de tratamento de tuberculose baseadas em evidências em todos os 17 distritos.

Em setembro, lançamos uma nova unidade de promoção da saúde em Nukus, que desenvolverá sessões de conscientização na comunidade, bem como educação em saúde e grupos de apoio para pacientes em clínicas de TB.

Simultaneamente, continuamos nosso ensaio clínico, na multi-instalação TB PRACTECAL, em dois locais em Nukus e Tashkent, para desenvolver tratamento amplamente melhorado para pessoas com TB multirresistente (MDR-TB) e TB extensivamente resistente a medicamentos (XDR-TB).

Durante a pandemia da COVID-19, reforçamos as medidas de prevenção e controle de infecções em ambientes de saúde e asseguramos a continuidade dos cuidados aos nossos pacientes com HIV e TB. Práticas inovadoras, como Tratamento por Vídeo Observado (VOT) e Tratamento Diretamente Observado pela Família (F-DOT), em que os profissionais de saúde ou familiares observam o paciente tomar seus medicamentos, desempenharam um papel importante no apoio aqueles que aderiram ao tratamento durante o isolamento. Continuamos a reforçar os modelos de atendimento ambulatorial que são adaptados às necessidades e requisitos dos pacientes e esperamos implementar VOT e F-DOT adicionais em 2021.

Em 2020, MSF começou a cooperar com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV / AIDS (UNAIDS) para implementar na região de Syrdarya o modelo de "parada única" desenvolvido em Tashkent. A ‘parada única’ é uma abordagem centrada na pessoa que permite que as pessoas que vivem com HIV recebam cuidados multidisciplinares no mesmo local. Esta é a primeira vez que tal abordagem foi proposta e implementada na Ásia Central.

 

Dados de 2020:

Número de profissionais em 2020 (período integral)
Despesas em 2020
Pacientes que iniciaram o tratamento para TB
310
€7 milhões
700

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar