Você está aqui

Uzbequistão

Escritório de MSF em Nukus, no Uzbequistão. (Foto: Amelia Freelander/MSF)
Uzbequistão
Paises em que MSF atua
No Uzbequistão, Médicos Sem Fronteiras (MSF) trabalha para melhorar a qualidade e a disponibilidade de tratamento para a tuberculose (TB) e o HIV.
 
Nosso projeto de TB em Nukus, capital da República Autônoma do Caracalpaquistão, tem dois componentes: cuidado integral centrado no paciente e pesquisa clínica para tratamentos mais curtos, mais toleráveis e mais eficazes. Nossa abordagem inclui um regime de tratamento mais curto, de nove meses, e atendimento ambulatorial domiciliar.
 
Em 2018, iniciamos tratamento de TB para 2.220 pacientes. Desses, 660 eram resistentes aos medicamentos de alguma forma, incluindo 450 casos multirresistentes a medicamentos e 70 ultrarresistentes a medicamentos; 199 foram tratados com medicamentos novos ou de tratamentos recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) no Caracalpaquistão, onde também mantemos um laboratório de última geração, equipado com alguns dos mais avançados instrumentos de diagnóstico.
 
Lançamos o estudo clínico TB PRACTECAL em vários locais de Nukus, em 2017, para avaliar a eficácia de dois dos mais novos medicamentos para TB – bedaquilina e pretomanida – em um regime muito mais curto, de apenas seis meses. Até o fim de 2018, um dos locais em Nukus recrutou 104 pacientes para o estudo,    e um local adicional em Tashkent foi aprovado para iniciar o recrutamento no início de 2019.
 
Também trabalhamos com o Ministério da Saúde para cuidar de pessoas que vivem com HIV. A base de nosso projeto está em Tashkent desde 2013 e tem como foco a prestação de cuidados integrados a pessoas que  vivem  com HIV coinfectadas com hepatite C, sífilis ou outras começamos a trabalhar em clínicas que atendem a grupos de risco, como profissionais do sexo, usuários de drogas injetáveis e homens que fazem sexo com homens. Em 2018, iniciamos 750 pessoas no tratamento de hepatite C e 810 em terapia antirretroviral (ARV) para HIV.
 

MSF atua no país desde 1997.


Dados de 2018:

Pacientes que começaram o tratamento anti retro viral de primeira linha
Pacientes que começaram o tratamento para TB
Pacientes que começaram o tratamento para TB resistente a medicamentos
810
2.220
660

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar