Você está aqui

Quirguistão

Médicos de MSF e do Ministério da Saúde no hospital Kara-Suu. (Foto: Joosarang Lee/MSF)
Quirguistão
Paises em que MSF atua

MSF foca no tratamento da tuberculose resistente a medicamentos (TB-DR) no Quirguistão, um dos 30 países com as mais altas taxas da doença.

A tuberculose (TB) é uma das dez principais causas de morte no mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde. A grande maioria dessas mortes ocorre em países de renda baixa e média. As cepas de TB resistentes aos principais medicamentos contra a doença representam uma ameaça ainda mais letal: apenas metade dos pacientes portadores de tuberculose multirresistente é curada.     

Em Kara Suu, a maior região do Quirguistão, MSF trabalha com o Ministério da Saúde na luta contra a TB-DR. O projeto visa oferecer preferencialmente, e sempre que possível, o tratamento ambulatorial, limitando o tempo em que os pacientes permanecem hospitalizados. Os pacientes recebem cuidados abrangentes, incluindo tratamento dos efeitos colaterais da medicação, cuidados com quaisquer condições relacionadas à tuberculose, além de apoio social e psicológico. Os pacientes recebem tratamento monitorado diariamente em clínicas menores e têm uma consulta mensal com o médico em uma das três clínicas de TB apoiadas por MSF.

Um pequeno grupo de pacientes com complicações graves está internado no hospital de Kara-Suu. Em abril de 2017, MSF implementou dois novos medicamentos – bedaquilina e delamanida – como parte do estudo de observação EndTB para tratar pacientes que foram diagnosticados com TB ultrarresistente a medicamentos (TB-XDR) ou TB pré-XDR.
Em Aidarken, Batken oblast (província), MSF apoia o Ministério da Saúde para prestar melhor atendimento  às doenças não transmissíveis, bem como ajudar a melhorar os cuidados de saúde materno-infantil. Paralelamente, MSF avalia o possível impacto da poluição por metais pesados na saúde pública.

MSF atua no país desde 2005.

 

Dados de 2017:

Consultas ambulatoriais
Consultas pré-natal
Pacientes iniciaram tratamento para tuberculose resistente a medicamentos
1.800
670
64