Você está aqui

México

William leva sua esposa, Gloria, até a delegacia para denunciar ataque violento que sofreram enquanto tentavam cruzar a fronteira da Guatemala em direção ao México. (Foto: Marta Soszynska/MSF)
México
Paises em que MSF atua

MSF trabalha com migrantes e refugiados no México e oferece serviços médicos e de saúde mental em áreas do país repletas de redes criminosas e violência.

Embora em 2017 o número de migrantes em trânsito no México tenha diminuído ligeiramente, centenas de milhares de pessoas fugiram da violência e da pobreza na Guatemala, Honduras e El Salvador. Muitos foram expostos a mais violência e tratamento desumano durante sua jornada.

MSF mantém vários projetos no país, oferecendo atendimento médico e de saúde mental. Em 2017 equipes também foram mobilizadas para ajudar pessoas afetadas por dois grandes terremotos.

Tenosique

Em Tenosique, a equipe de MSF, composta por dois psicólogos, um médico e um assistente social, oferece ajuda aos migrantes no abrigo 72. Em 2017, a equipe ampliou seu apoio a sobreviventes de violência sexual.

Guadalajara

Guadalajara está na rota transmigratória do norte, onde os níveis de violência são particularmente elevados. Em fevereiro de 2017 uma equipe de MSF iniciou ajuda aos migrantes no abrigo FM4 e uma clínica móvel visita a Casa do Migrante em Coatzacoalcos, oferecendo apoio psicológico e social.

Cidade do México

Em julho, MSF abriu um centro terapêutico especializado, o Centro de Ação Integral, para pessoas deslocadas que foram vítimas de violência extrema, tortura e maus-tratos. O centro pode acomodar 28 pacientes com suas famílias.

Reynosa

MSF expandiu suas atividades em Reynosa (estado de Tamaulipas), a fim de oferecer atendimento médico, psicológica e social em uma das áreas mais violentas do México. Uma equipe composta por um médico, uma enfermeira e um psicólogo oferece atendimento médico em uma clínica fixa e encaminha os pacientes quando necessário. A equipe também mantém clínicas móveis em dois abrigos para migrantes e leva ajuda  médica a sobreviventes de violência sexual, incluindo profilaxia pós-exposição e apoio à saúde mental.

Acapulco

Em Acapulco, após consolidar seu projeto em Colonia Jardín, MSF expandiu suas atividades para bairros até então não atendidos (Progreso, Ciudad Renacimiento e Zapata). A equipe presta ininterruptamente serviços no hospital Renacimiento. Em 2017, a equipe de MSF tratou 200 sobreviventes de violência sexual e realizou 2.307 consultas individuais de saúde mental, além de auxiliar na formação de grupos de apoio à comunidade e atividades em cada um dos bairros.

Tierra Caliente

Em Tierra Caliente (estado de Guerrero), os postos de saúde rurais são frequentemente fechados devido à violência, ameaças, guerras territoriais e falta de pessoal. MSF tem duas equipes móveis que realizam consultas médicas e de saúde mental nessas áreas. Em 2017 quase 10 mil consultas médicas e 1.300 consultas de saúde mental foram realizadas.

Resposta a terremotos

Nos dias 7 e 19 de setembro, vários estados do centro e do sul do México foram afetados por dois terremotos distintos, que deixaram centenas de mortos, milhares de feridos e muitos desabrigados. Em resposta, MSF enviou sete equipes a Oaxaca, Puebla, Morelos, Estado do México e Cidade do México, que ofereceram mais de mil consultas médicas, 674 consultas individuais de saúde mental e 661 sessões de saúde mental em grupo em uma ação que durou mais de dois meses. As equipes também distribuíram kits básicos de sobrevivência e doaram tendas para cerca de 200 famílias.

MSF atua no país desde 1985.

 

Dados de 2017:

Consultas ambulatoriais
Consultas individuais de saúde mental
Sessões de saúde mental em grupo
29.200
8.600
3.000

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar