Você está aqui

Mauritânia

(Foto: Joffrei Monnier/MSF)
Mauritânia
Paises em que MSF atua

MSF oferece cuidados essenciais de saúde e de saúde mental para refugiados do Mali e comunidades vulneráveis na Mauritânia.

Após o conflito de 2012 no Mali, milhares de pessoas fugiram para a Mauritânia em busca de segurança. Muitos  se estabeleceram no campo de Mbera, na fronteira entre os dois países. Apesar do acordo de paz firmado em 2015, muitos refugiados decidiram permanecer no campo, uma vez que a situação de segurança no norte do Mali permaneceu instável. Segundo dados da Agência de Refugiados da ONU (ACNUR), havia 52 mil refugiados no campo no final de 2017, com mais de 4 mil novas chegadas durante o ano. MSF oferece cuidados de saúde primária e de emergência para os refugiados no campo e as comunidades anfitriãs nas proximidades de Bassikounou e Fassala. Durante 2017, MSF realizou cerca de 200 mil consultas, abrangendo atendimento pré e pós-natal, planejamento familiar, obstetrícia e neonatologia, doenças crônicas e infecciosas e nutrição. As equipes realizaram 408 intervenções cirúrgicas, incluindo cesarianas e procedimentos ortopédicos. MSF também começou a oferecer apoio de saúde mental aos refugiados no campo e realizou 721 consultas psicológicas em 2017.

No final do ano, MSF construiu uma unidade de atendimento obstétrico no centro de saúde de Barkéol (região de Assaba) e doou equipamentos.

MSF atua no país desde 1994.

 

Dados de 2017:

Partos assistidos
Intervenções cirúrgicas
Cesarianas
2.200
400
120

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar