Você está aqui

Irã

Consulta no centro de cuidados de saúde primária de MSF no sul de Teerã. (Foto: Mahsa Ahrabi-Fard)
Irã
Paises em que MSF atua

Desde 2012, MSF fornece cuidados gratuitos de saúde a grupos excluídos e/ou marginalizados no sul de Teerã, incluindo usuários de drogas, profissionais do sexo, crianças em situação de rua e a minoria étnica Ghorbati.

Embora a prevalência de doenças infecciosas seja relativamente baixa no Irã (menos de 1% para o HIV), ela é muito mais alta nos grupos vulneráveis. De acordo com o Ministério da Saúde iraniano, mais de 60% dos 160 mil portadores de HIV no país são usuários de drogas. Estima-se que entre 50% e 75% dos usuários de drogas injetáveis tenham hepatite C.

No distrito de Darvazeh Ghar, MSF mantém uma clínica que oferece um pacote abrangente de serviços médicos especialmente planejado para pacientes de alto risco que sofrem com o estigma e/ou demandem mais ajuda para prosseguir com o tratamento. Os serviços incluem aconselhamento e apoio de pares, ajuda psicossocial, consultas médicas e de saúde mental, cuidados pré e pós-natal, planejamento familiar e tratamento de infecções sexualmente transmissíveis. Os pacientes também podem ser testados para doenças transmissíveis, como HIV, tuberculose e hepatite C.

MSF trata pacientes com hepatite C com antivirais de ação direta, medicamentos eficazes e bem tolerados, que geralmente requerem o uso por um período de apenas três meses. A equipe também mantém um sistema de encaminhamento e clínicas móveis em parceria com a Sociedade para Apoio de Recuperação, uma organização local especializada em apoio a usuários de drogas que fornece assistência psicossocial, redução de danos e abrigo. Em 2017, as equipes realizaram 19.575 consultas ambulatoriais e 3.495 consultas individuais de saúde mental em clínicas fixas e móveis. Um total de 218 pacientes foram encaminhados para tratamento e 45 iniciaram o tratamento para hepatite C.

Em 2017, as autoridades aceitaram uma proposta para um novo projeto, visando abordar questões de drogas entre a comunidade afegã em Mashhad, que será lançado no início de 2018.

 

Dados de 2017:

Consultas ambulatoriais
Consultas individuais de saúde mental
Pacientes iniciaram tratamento para hepatite C
19.600
3.500
45

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar