Você está aqui

Índia

Os cuidados de saúde continuam a ser um desafio para milhões de pessoas na Índia, pela combinação de pobreza, exclusão social e um sistema de saúde pública sobrecarregado.

Médicos Sem Fronteiras (MSF) continua a trabalhar com comunidades vulneráveis, oferecendo cuidados médicos ligados a doenças infecciosas, saúde mental, violência sexual e desnutrição.

Tratando tuberculose resistente a medicamentos (TB-DR) e HIV em Mumbai
A ala M leste de Mumbai é uma das áreas com as mais altas taxas de TB na cidade mais populosa da Índia. Nos últimos 10 anos,  MSF trabalhou em uma clínica independente que oferece atendimento abrangente para pacientes com HIV e TB-DR – incluindo pacientes com padrões muito complexos de resistência a medicamentos, que exigem tratamentos não disponíveis em outras áreas dos setores público ou privado.

Em colaboração com o programa  nacional  de TB e o governo local, também mantivemos um departamento ambulatorial de TB no  hospital de Shatabdi, na ala M leste. Muitos de nossos pacientes com TB desenvolveram resistência porque receberam tratamento ineficaz por anos; outros são diretamente infectados por cepas ultrarresistentes. Nosso modelo de tratamento oferece medicamentos menos tóxicos e mais eficazes para TB-DR, usando novos fármacos e disponibilizando assistência psicossocial para melhorar a adesão ao tratamento.

Nossas equipes trabalham na comunidade, para fortalecer a busca de casos e a adesão ao tratamento. Em 2018, lançamos uma iniciativa para assegurar o acompanhamento clínico e psicossocial sistemático de pacientes com TB- DR em sete postos de saúde, com o objetivo de demonstrar um modelo replicável de cuidados baseados na comunidade.

Atendimento especializado para TB, HIV e hepatite C em Manipur
Manipur tem alta prevalência de HIV, hepatite C e TB sensível e resistente a medicamentos. Pela falta de recursos de saúde, a taxa de coinfecção também é alta. Com isso, cada doença acelera o progresso da outra, tornando os pacientes mais vulneráveis e o tratamento mais difícil.

Por meio de clínicas em Churachandpur, Chakpikarong e Moreh, perto da fronteira com Mianmar, nossas equipes oferecem triagem, diagnóstico e  tratamento,  bem como aconselhamento e educação em saúde sobre como fazer o teste e o tratamento. Em 2018, aumentamos nosso apoio ao hospital distrital de Churachandpur, para melhorar o tratamento de pessoas que  vivem  com HIV  coinfectadas com hepatite C. Também começamos a usar a bedaquilina para tratar pacientes com TB ultrarresistente a medicamentos.

Projeto de hepatite C em Meerut, Uttar Pradesh
O oeste de Uttar Pradesh tem prevalência muito alta de hepatite C, uma doença potencialmente fatal, que pode levar a insuficiência hepática e câncer de fígado, se não tratada. Temos conduzido um projeto- piloto de hepatite C em Meerut desde janeiro de 2017, em colaboração com a Missão Nacional de Saúde. O objetivo é demonstrar a eficácia do tratamento e cuidados descentralizados e simplificados  da  hepatite C, além de compartilhar as melhores práticas, para replicar o modelo em outras áreas de alta prevalência. Fornecemos testes, tratamento, educação em saúde e aconselhamento em um hospital distrital.

Combatendo o calazar e o HIV avançado em Bihar
O calazar (leishmaniose visceral) é uma doença tropical negligenciada prevalente em Bihar e a coinfecção com o HIV é um problema crescente de saúde  pública.  Mais  de  80% dos pacientes coinfectados apresentam-se com o estágio avançado do HIV, muitas vezes também sofrendo de TB. Juntamente com o Conselho Indiano de Pesquisa Médica e o Programa Nacional de Controle de Doenças Transmitidas por Vetores, desenvolvemos e implementamos tratamentos mais seguros e eficazes para pacientes coinfectados, buscando melhores métodos de detecção, a fim de melhorar suas perspectivas.

Além disso, em conjunto com as autoridades estaduais, concordamos em criar um centro integrado que ofereça atendimento e tratamento holístico a pessoas com HIV avançado, incluindo diagnóstico e tratamento de infecções oportunistas. O centro, que
será aberto em fevereiro de 2019, oferecerá ampla gama de serviços, incluindo cuidados psicológicos, nutricionais, médicos e, quando necessário, paliativos.

Cuidados de saúde mental em Jammu e Caxemira
Anos de conflito afetaram psicologicamente os moradores de Jammu e Caxemira, sendo os efeitos agravados pelo estigma associado a problemas de saúde mental. Oferecemos serviços de aconselhamento nesses locais desde 2001 e, em 2018, havia equipes trabalhando em hospitais em quatro distritos:  Srinagar,  Baramulla,  Pulwama e Bandipora. Em Bandipora, ajudamos o governo a implementar um programa de saúde mental com forte componente de conscientização da comunidade.

Violência sexual e de gênero em Déli Em 2015, abrimos uma clínica 24 horas no distrito de Jahangirpuri, no norte de Déli, para sobreviventes de violência doméstica e sexual. Os serviços incluem profilaxia pós-exposição para prevenir o HIV/Aids, gravidez indesejada e doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), bem como apoio psicossocial. Também oferecemos serviços de aconselhamento no hospital distrital local.

Ao longo de 2018, continuamos a trabalhar com organizações baseadas na comunidade, a polícia, agências de proteção do governo e o Ministério da Saúde, para aumentar a conscientização sobre os serviços da clínica e desenvolver um sistema eficiente de encaminhamentos.

Alcançando comunidades remotas em Andhra Pradesh, Chhattisgarh e Telangana
Um conflito de baixa intensidade, mas  de longa duração, deixou grandes setores da população das cidades de Andhra Pradesh, Chhattisgarh e Telangana sem acesso aos cuidados de saúde. As instalações médicas são poucas e distantes entre si, o que significa dizer que mesmo as condições tratáveis e evitáveis podem tornar-se fatais. Mantivemos clínicas móveis para levar cuidados de saúde primária a comunidades remotas nesses estados. Além do tratamento de malária, infecções respiratórias, pneumonia e doenças de pele, realizamos sessões de educação em saúde sobre temas como higiene, cuidados com recém-nascidos, planejamento familiar e prevenção de DSTs.

Tratamento da desnutrição aguda grave em Jharkhand
Temos trabalhado  com  as  autoridades de saúde em  Jharkhand  para  identificar e tratar crianças com desnutrição aguda
grave desde 2017. Em 2018, continuamos a nos concentrar em medidas preventivas e terapêuticas, incluindo triagem e engajamento da comunidade. Juntamente com o Instituto Rajendra de Ciências Médicas, lançamos em novembro um estudo para investigar como a desnutrição infantil evolui para formas graves e como pode ser tratada com mais eficácia. Os resultados serão compartilhados com os formuladores de políticas na Índia, para garantir que, em um país com a maior carga mundial de desnutrição aguda grave, as  crianças  recebam o melhor tratamento possível.

Consultas ambulatoriais
Consultas individuais de saúde mental
Pessoas tratadas para hepatite C
56.000
4.330
2.300

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar