Você está aqui

Haiti

Equipe de MSF conversa com os residentes do vilarejo Planton, no Haiti, enquanto fazem uma visita de reconhecimento para a distribuição de ajuda às áreas mais remotas de Jérémie e Cayes, em janeiro de 2017. (Foto: Jeanty Junior Augustin)
Haiti
Paises em que MSF atua

Além de suas atividades regulares de atendimento às emergências no Haiti, onde saúde de qualidade é inacessível para a maioria da população, MSF desenvolveu uma série de cuidados médicos gratuitos e especializados.
Esse atendimento especializado está disponível em três hospitais que MSF mantém na capital, Porto Príncipe, e beneficia pessoas que, de outra forma, não teriam acesso a esse nível de serviço.

Tratamento de queimaduras

O centro Drouillard, próximo à favela de Cité Soleil, é o único no país a dar atenção especializada ao tratamento de queimaduras graves – um problema generalizado, ligado principalmente às péssimas condições de vida dos haitianos desamparados. Cerca de metade dos pacientes são crianças com menos de 5 anos de idade que sofreram ferimentos em acidentes domésticos. Em 2017, a equipe realizou mais de 1.300 atendimentos de emergência e internou quase 700 pacientes. O tratamento incluiu cirurgia, curativos e alívio da dor, bem como fisioterapia, atendimento psicológico e controle de infecção. Em uma técnica inovadora, os pacientes foram tratados com enxertos de pele artificial. A maioria dos pacientes veio da área de Porto Príncipe, mas alguns foram encaminhados de outras regiões por ambulância aérea. MSF também treinou a equipe médica e iniciou a construção de um novo hospital com 40 leitos para substituir, em 2018, a instalação temporária existente.

Maternidade e puericultura

O centro de referência de urgências obstétricas (CRUO), de 176 leitos, cuida de gestantes que apresentam complicações com risco de vida, como pré-eclâmpsia, eclampsia, hemorragia obstétrica, parto obstruído ou ruptura uterina. O centro cuida também de recém-nascidos que necessitam de tratamento para situações de baixo peso ao nascer, dificuldade para respirar ou que precisem de ajuda para a alimentação. Em 2017, as equipes assistiram 4.864 nascimentos, incluindo 1.870 cesarianas. Apoio à saúde mental e cuidados pós-natal também são oferecidos.

Cuidados de trauma

O hospital de trauma de Tabarre oferece tratamento abrangente para vítimas de acidentes de trânsito ou ferimentos a bala, que incluem cirurgia e fisioterapia. Em 2017, foram realizadas 6.539 cirurgias.

Essas três instalações, construídas após o devastador terremoto de 2010, são hospitais baseados em contêineres, projetados apenas para uso temporário. O CRUO está programado para fechar suas portas em 2018 e Tabarre em meados de 2019. Esforços têm sido feitos ao longo dos anos para melhorar o atendimento especializado no país, treinando profissionais locais em especialidades médicas relevantes.

Vítimas de violência sexual e de gênero

Um número alarmante de jovens no Haiti, especialmente mulheres e meninas, são vítimas de violência sexual e de gênero. Ainda assim, os serviços disponíveis são inadequados.

Em Porto Príncipe, onde o número de vítimas é particularmente alto, MSF também mantém a clínica Pran Men´m, que oferece ajuda médica e apoio psicológico. Em 2017, 769 pacientes foram tratadas na clínica.

Cuidados de saúde primária na favela de Martissant, Porto Príncipe

Em Martissant, a segunda maior favela do país, MSF mantém um centro de saúde de emergência, aberto 24 horas por dia. Em 2017, realizou 35.800 consultas ambulatoriais e admitiu mais de 2 mil pacientes. MSF também promoveu atividades de tratamento de água e saneamento na favela para evitar a propagação da cólera e eliminar os mosquitos Aedes, que carregam os vírus da dengue, zika e chikungunya.

Respostas de emergência a doenças

A equipe de MSF trata pacientes de cólera tanto em Martissant quanto no CRUO e apoia o Ministério da Saúde com a vigilância epidemiológica. Após o furacão Matthew, uma equipe também ajudou na segunda rodada de vacinação contra cólera em Port-à-Piment.

Port-à-Piment, departamento Sud

Port-à-Piment é o mais recente projeto de MSF, localizado no oeste do país, em uma área rural que foi gravemente afetada pelo furacão. MSF apoia o centro de saúde local, onde se concentra principalmente na saúde materna; o número de nascimentos na unidade quadruplicou desde que a equipe iniciou o apoio.

 

Dados de 2017:

Intervenções cirúgicas de grande porte
13.000

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar