Você está aqui

Haiti

Em 2020, Médicos Sem Fronteiras (MSF) administrou uma variedade de serviços médicos especializados e de emergência no Haiti. (Foto: Steven Aristil)
Haiti
Paises em que MSF atua

 

Médicos Sem Fronteiras (MSF) administra uma variedade de serviços médicos especializados e de emergência que muitas pessoas não poderiam pagar ou acessar em outro lugar.

 

As pessoas no Haiti ainda enfrentam inúmeras barreiras aos cuidados de saúde em meio a uma contínua crise política e econômica. A violência predomina particularmente na capital Porto Príncipe, onde as gangues lutam por território e influência. Em 2020, houve repetidas greves e falta de equipes nas unidades públicas de saúde devido a ataques a profissionais de saúde, não pagamento de salários e os riscos da COVID-19.

Nosso centro de emergência no empobrecido bairro Martissant trata e estabiliza pacientes com necessidades urgentes, incluindo graves ataques de asma, emergências médicas infantis e ferimentos causados por violência e traumas acidentais. Em nosso hospital de trauma em Tabarre, oferecemos atendimento de emergência, cirurgia, fisioterapia e atendimento psicossocial a pacientes com trauma por ferimentos potencialmente fatais, como fraturas ósseas expostas ou ferimentos à bala no peito ou no abdômen. Também apoiamos os prontos-socorros adulto e pediátrico do Hospital Universitário Estadual do Haiti, doando suprimentos médicos, reabilitando instalações e treinando profissionais.

Em maio, reaproveitamos nosso hospital especializado em queimaduras na capital para tratar pacientes com COVID-19, até agosto, quando voltamos a tratar pacientes com queimaduras complexas. O hospital Drouillard é a única instalação deste tipo no Haiti e recebe muitos encaminhamentos de áreas onde as condições precárias de vida aumentam o risco de acidentes domésticos, como queimaduras provocadas por fogões. Em agosto, também apoiamos uma maternidade local para reabrir com segurança, realizando triagem dos pacientes da COVID-19 e fornecendo treinamento e equipamentos de proteção individual.

Mantivemos a administração de nossa clínica para vítimas de violência sexual e de gênero no bairro Delmas 33 da capital e, em fevereiro, abrimos a segunda clínica em Gonaïves, no Norte do Haiti. Em ambas, treinamos profissionais do hospital público e trabalhamos com organizações locais para aumentar a conscientização sobre a violência sexual e questões de saúde sexual de adolescentes. Para ajudar as vítimas a chegar aos serviços médicos, criamos uma linha telefônica confidencial.

No sudoeste rural, apoiamos serviços de saúde sexual e reprodutiva em centros de saúde em Port-à-Piment e nos arredores. Estamos gradualmente aumentando nosso apoio ao atendimento obstetrício e neonatal abrangente de emergência em Port Salut.

Dados de 2020:

 

Consultas de emergência
Pessoas receberam tratamento por violência física intencional
Pessoas receberam tratamento por violência sexual
3.780
3.700
1.630

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar