Você está aqui

El Salvador

El Salvador
Paises em que MSF atua

Médicos Sem Fronteiras (MSF) retornou a El Salvador em 2018 para melhorar o acesso à assistência médica e psicológica em comunidades afetadas pela violência.

Desde 2015, El Salvador está classificado entre os países com as maiores taxas de homicídio do mundo.¹ Por dia, uma média de 13 mulheres sofre violência sexual.² As disputas entre gangues rivais e seus confrontos com as forças de segurança criam fronteiras invisíveis,  que limitam a mobilidade das pessoas e a capacidade dos serviços de saúde de alcançá-las.

Montamos clínicas móveis em áreas onde o acesso à saúde é particularmente afetado pela violência e pela insegurança. Além do apoio de saúde primária e de saúde mental, as equipes prestaram serviços de saúde sexual e reprodutiva e mantiveram atividades comunitárias, incluindo grupos de apoio local e promoção de saúde.

Trabalhamos com os Comandos de Salvamento em Soyapango, usando veículos de MSF equipados com suprimentos médicos para prestar atendimento de urgência e realizar uma média de 100 encaminhamentos hospitalares por mês em locais considerados zonas proibidas para outros serviços de ambulância.

Também trabalhamos em conjunto com instituições nacionais e outras ONGs em abrigos para migrantes e deslocados internos, assim como salvadorenhos que tiveram seu retorno para o país forçado, que haviam  fugido da violência, da pobreza ou de ambas. Até o fim do ano, nossas atividades alcançaram 11 bairros em San Salvador e Soyapango e permitiram que as equipes médicas do Ministério da Saúde retomassem os serviços em outras áreas.

Mais de 9.300 pessoas participaram de nossas atividades comunitárias e quase 600 pacientes beneficiaram-se de nossos serviços de saúde sexual e reprodutiva em 2018. Defendemos o tratamento  da  violência  sexual  como uma emergência médica e o  fornecimento de cuidados abrangentes para proteger as sobreviventes de mais sofrimento.

¹ Fórum Econômico Mundial, 2017.
² PNUD, Ministério da Segurança salvadorenho e Direção Nacional de Estatísticas e USAID, 2018.



 

Consultas ambulatoriais
7.030

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar