Você está aqui

Burundi

Foto: Richard MALIKONGE
Burundi
Paises em que MSF atua

No Burundi, Médicos Sem Fronteiras (MSF) continuou a realizar atividades de prevenção e tratamento da malária enquanto respondia a epidemias e doenças desconhecidas e oferecia atendimento de alta qualidade às vítimas de traumas em Bujumbura.

Como em 2019, nossas equipes realizaram uma campanha maciça de prevenção da malária no distrito de Kinyinya, que envolveu a pulverização de mais de 67 mil casas com inseticida para matar os mosquitos, oferecendo aos habitantes até nove meses de proteção contra a doença. MSF também melhorou os padrões em 17 instalações médicas para pacientes com malária, assegurando tratamento gratuito.

Em Bujumbura, nossa unidade de trauma l'Arche de Kigobe, com 68 leitos, oferecia atendimento de emergência para pacientes que sofriam traumas moderados e graves, causados principalmente por acidentes de trânsito. Apoiamos o atendimento a pessoas com traumatismos simples em outros centros de saúde e hospitais distritais e começamos a transferir pacientes com trauma moderado para o Centro Hospitalar Universitário Kamenge. A fim de facilitar a transferência de nossas atividades de l'Arche de Kigobe, em fevereiro de 2021, firmamos uma parceria com o Hospital Príncipe Régent Charles, com o objetivo de reforçar a gestão de casos de trauma moderado e grave através do fornecimento de treinamento médico, doações e apoio financeiro.

Em janeiro de 2020, após a notificação de centenas - e por fim milhares - de pacientes com úlceras de membros inferiores na província de Muyinga, enviamos uma equipe para oferecer assistência médica no distrito de saúde de Giteranyi. Como pouco se sabe sobre a natureza ou causa desta doença, que atinge principalmente crianças que vivem em condições precárias, também apoiamos pesquisas ambientais, laboratoriais e de controle vetorial.

Além desses projetos, nossas equipes responderam a várias emergências no país; por exemplo, fornecendo tratamento durante um surto de sarampo na província de Cibitoke, e assistindo àas vítimas das enchentes ao redor de Gatumba. Para ajudar nas atividades de prevenção da e COVID-19, oferecemos treinamento sobre triagem e controle de infecções nas instalações apoiadas por MSF em Bujumbura, Muyinga, bem como em Kinyinya, ao longo da fronteira com a Tanzânia.

Internações de emergência
Pessoas com malária tratadas
14.800
1.530

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar