Você está aqui

Burundi

Paciente faz fisioterapia no centro de trauma de MSF em Bujumbura, no Burundi. (Foto: Albert Masias/MSF)
Burundi
Paises em que MSF atua

Em 2017, MSF continuou seu trabalho com vítimas de trauma em Bujumbura, capital do Burundi, e iniciou ação contra uma epidemia de malária em curso na província de Gitega.
O hospital L'Arche Kigobe com 75 leitos, uma instituição privada apoiada por MSF, cuidou de vítimas de trauma e queimaduras em Bujumbura. A violência diminuiu desde os distúrbios civis de 2015, mas ainda persiste em Bujumbura e em outras partes do país e é agravada pela pobreza. Em 2017, 8% dos pacientes do hospital foram tratados por traumas violentos. As equipes de MSF realizaram 18.824 consultas ambulatoriais, 2.676 internações para atendimento especializado e mais de 4 mil intervenções cirúrgicas. Foram ainda realizadas mais de mil consultas individuais de saúde mental.

Em setembro, MSF implementou ações para enfrentar o aumento maciço de casos de malária na província de Gitega – o que sobrecarregava significativamente os serviços locais de saúde. MSF apoiou 14 instalações locais e o hospital distrital de Ntita, fornecendo gestão de casos para malária simples e complicada e tratando um total de 36.847 pacientes. A equipe também ajudou a melhorar as condições do banco de sangue local e implementou atividades de promoção de saúde para melhorar as medidas de controle e de infecção.
 

Dados de 2017:

Pacientes de malária tratados
Intervenções cirúrgicas de grande porte
36.800
4.100

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar