Você está aqui

Guiné-Bissau

Há quase seis anos, Médicos Sem Fronteiras (MSF) trabalha na Guiné-Bissau para melhorar os cuidados pediátricos. (Foto: Raul Manarte/MSF)
Guiné-Bissau
Paises em que MSF já atuou

 

Há quase seis anos, Médicos Sem Fronteiras (MSF) trabalha na Guiné-Bissau para melhorar os cuidados pediátricos. Em 2020, encerramos nossas atividades, transferindo muitas delas ao Ministério da Saúde.

 

Nosso objetivo na Guiné-Bissau era reduzir o número de mortes na faixa etária abaixo de 15 anos, em áreas do país que apresentavam algumas das mais altas taxas de mortalidade infantil do mundo. As principais doenças que afetam as crianças são infecções respiratórias, malária, diarreia e meningite.

Entre os recém-nascidos, as principais causas de morte são asfixia e sepse neonatal.

Administramos o pronto-socorro pediátrico de 15 leitos, bem como as unidades de terapia intensiva pediátrica e neonatal (com um total de 64 leitos) no único estabelecimento terciário do país, o hospital nacional Simão Mendes, na capital Bissau. Estabelecemos um sistema de triagem na unidade de emergência pediátrica para garantir um tratamento mais rápido e eficiente.

Também apoiamos o Ministério da Saúde com treinamento e desenvolvimento de habilidades de gestão, tanto para suas atividades regulares como para a resposta à COVID-19.

O cuidado neonatal requer muitos recursos, mas MSF provou que era possível ir além do básico e tratar os pacientes mais complexos e críticos, introduzindo novos protocolos e tecnologias que normalmente não existem em países de baixa renda.

Quando nossas equipes partiram em junho de 2020, entregamos não apenas as instalações, mas também equipamentos biomédicos, produtos farmacêuticos, um laboratório especializado para serviços de emergência e uma equipe especializada, experiente e entusiasmada.

 

Dados de 2020:

 

Admissões em pronto-socorro
Internações (pessoas hospitalizadas)
Pessoas com malária tratadas
3.780
850
120

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar