Você está aqui

Guiné

Uma criança vacinada contra o sarampo é marcada para evitar confusão durante dia de vacinação na ilha de Kassa, na Guiné. (Foto: Markel Redondo)
Guiné
Paises em que MSF atua

Em 2018, Médicos Sem Fronteiras (MSF) manteve o apoio ao Ministério da Saúde da Guiné para cuidar de 12.500 pessoas em tratamento com antirretrovirais (ARVs).

Na capital, Conacri, realizamos testes, tratamento e serviços de acompanhamento para pessoas estáveis que vivem com HIV em oito centros de saúde e oferecemos atendimento especializado para pacientes com Aids em uma unidade de 31 leitos do hospital de Donka.

Em 2018, iniciamos um programa em que os pacientes estáveis recebem novos estoques de medicamentos e realizam exames a cada seis meses, em vez de mensalmente, ajudando a reduzir os impactos do estigma e a melhorar a adesão ao tratamento. Também ajudamos a abastecer a farmácia nacional com ARVs quando as interrupções da oferta colocavam em risco os pacientes sob nossos cuidados.

Em Kouroussa, no nordeste, continuamos a organizar o programa de saúde infantil iniciado em 2017, disponibilizando profissionais e apoio logístico ao hospital provincial, que atende uma população de 315 mil pessoas. Em 2018, mais de 3 mil crianças com menos de 5 anos de idade foram internadas, mais da metade delas com malária grave.

Como parte de uma estratégia em curso para evitar que as crianças desenvolvam doenças complicadas e reduzir a mortalidade infantil, em 2018 concentramo-nos na prestação precoce de cuidados no nível comunitário. Graças a 120 voluntários comunitários especialmente treinados, 8.819 crianças foram diagnosticadas com malária usando testes rápidos e mais de 90% delas foram tratadas diretamente na comunidade. Os voluntários também medem os braços das crianças em busca de sinais de desnutrição e identificam aquelas que precisam ser encaminhadas ao centro de saúde mais próximo; nove deles são apoiados por MSF.

Vacinamos mais de 18 mil crianças em Kouroussa, em resposta a um surto de sarampo em maio, e lançamos uma campanha de vacinação preventiva em grande escala, em colaboração com as autoridades de saúde da Guiné em novembro, após outro aumento no número de casos. Em 23 de dezembro, mais de 74 mil crianças entre seis meses de vida e sete anos de idade haviam sido vacinadas.


 

Pacientes de malária tratados
Pessoas em tratamento ARV de primeira linh
Pessoas em tratamento ARV de segunda linha
24.100
11.500
1.030

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar