Você está aqui

Guiné

Uma criança vacinada contra o sarampo é marcada para evitar confusão durante dia de vacinação na ilha de Kassa, na Guiné. (Foto: Markel Redondo)
Guiné
Paises em que MSF atua

MSF melhora o acesso a serviços médicos e desenvolve modelos inovadores de atendimento na Guiné, cujo sistema de saúde já frágil foi severamente afetado pela epidemia de Ebola de 2014–2016.

MSF trabalha em parceria com o Ministério da Saúde e em 2017 apoiou quase 11 mil pessoas vivendo com HIV. O projeto oferece diagnóstico de HIV, tratamento e serviços de acompanhamento, bem como atividades de promoção de saúde, em seis centros de saúde na capital, Conakry. Desde dezembro de 2016, MSF também apoia uma unidade de 31 leitos no hospital Donka, que oferece atendimento especializado a pacientes internados com Aids.

Em 2017, MSF lançou novas atividades em Kouroussa, no nordeste da Guiné, onde a malária é hiperendêmica e a principal causa de mortalidade. O projeto visa desenvolver modelos de cuidado comunitário, que possam ser adaptados a essa área rural, direcionados a crianças menores de 5 anos de idade. Atualmente, MSF apoia o hospital municipal e cinco centros de saúde. A equipe está melhorando o acesso a cuidados de saúde treinando e apoiando os provedores de assistência médica comunitária para diagnosticar condições e tratar formas simples de doenças como malária, diarreia e desnutrição, além de identificar casos que demandem transferências.

O projeto na Guiné mantém capacidade total para reagir a emergências como epidemias e desastres naturais. Em março de 2017, MSF trabalhou com o Ministério da Saúde para enfrentar uma epidemia de sarampo nas cinco comunidades de Conakry, vacinando mais de 650 mil crianças com idades entre seis meses e 10 anos.

 

Dados de 2017:

Pacientes tratados para HIV
Pacientes de malária tratados
Internações
10.900
7.900
2.800

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar