Você está aqui

Colômbia

Casas improvisadas em El Divino Niño / Foto por: Esteban Montaño
Colômbia
Paises em que MSF atua

Na Colômbia, Médicos Sem Fronteiras (MSF) se concentrou no apoio às comunidades vulneráveis afetadas por conflitos que se intensificaram nos últimos anos e no atendimento aos pacientes de COVID-19.

Durante 2020, MSF expandiu as atividades para enfrentar os desafios da COVID-19 e ajudar as comunidades afetadas pelos confrontos entre os grupos armados.

No departamento de Nariño, nossa equipe de resposta a emergências ampliou seu apoio aos hospitais locais na cidade portuária de Tumaco, com atendimento direto aos pacientes sintomáticos, treinamento em prevenção e controle de infecções, formação de equipes e rotas de fluxo de pacientes e doações. Equipes móveis foram enviadas para trabalhar em comunidades rurais afastadas dos serviços de saúde pela presença constante de grupos armados. 

Mesmo na cidade, nossas equipes vivenciaram constantes ameaças à segurança, com tiroteios entre gangues rivais restringindo nosso trabalho de alcance comunitário e incursões de grupos armados em um hospital, interrompendo nosso tratamento aos pacientes da COVID-19 gravemente enfermos na unidade de terapia intensiva.

Nas áreas de fronteira do Norte de Santander, Arauca e La Guajira, nossas equipes mantiveram a prestação de assistência médica geral e mental a migrantes venezuelanos. Nossas atividades em La Guajira terminaram em agosto e as de Arauca foram entregues ao Première Urgence Internationale como parte da estratégia de MSF de ajudar outras organizações a estabelecer sua presença em áreas de conflito do país.

Também encerramos nosso programa de saúde mental em Buenaventura, Valle de Cauca, onde desde 2015 equipes oferecem apoio psicológico às vítimas de violência. Um centro de atendimento telefônico inovador e as atividades psicossociais do projeto foram entregues com sucesso às autoridades de saúde locais.

Em junho, como parte de nossa resposta à COVID-19, foi formada uma equipe móvel para apoiar pequenos hospitais em Atlántico, um departamento costeiro que foi o epicentro do surto na época. O apoio incluiu treinamento em prevenção e controle de infecções e saúde mental para a equipe.

No final do ano, realizamos uma resposta de emergência a um furacão de categoria 5 que arrasou a Ilha de Providência, a centenas de quilômetros da costa. Apesar dos enormes desafios logísticos, enviamos rapidamente uma equipe para prestar ajuda médica e de saúde mental à comunidade traumatizada.

Consultas ambulatoriais
Consultas para serviços anticoncepcionais
Atendimentos individuais de saúde mental
Mulheres que receberam atenção para aborto seguro
33.900
11.400
6.300
290

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar