Você está aqui

Colômbia

Equipe de emergência de MSF viaja de barco para chegar à comunidade de Chocó, na Colômbia. (Foto: MSF)
Colômbia
Paises em que MSF atua

Em 2017, MSF realizou ações de emergência e continuou a atender pessoas afetadas pela violência na Colômbia.
Os civis estão presos numa espiral de violência, apesar do acordo de paz firmado entre o grupo rebelde Forças Armadas Revolucionárias da Colêmbia (FARC) e o governo. Partes significativas do território colombiano ainda são alvo de disputas por organizações criminosas, ex-combatentes das FARC que se recusaram a se desmobilizar e guerrilheiros do Exército da Libertação Nacional (ELN).

A equipe de emergência de MSF agiu para ajudar os deslocados em Chocó, Antioquia, Guaviare e Caquetá. Depois de um deslizamento de terra em Mocoa, Putumayo, que matou cerca de 300 pessoas e deixou centenas desaparecidas, as equipes apoiaram o hospital local, oferecendo cuidados primários de saúde.

MSF mantém programas de saúde mental em Tumaco e Buenaventura, oferecendo apoio psicológico a pessoas afetadas pela violência, em decorrência tanto do crime quanto de grupos armados. Um total de 9.097 consultas de saúde mental foram realizadas em 2017. Além disso, em Buenaventura, 808 pessoas buscaram apoio psicológico por meio da linha telefônica gratuita e confidencial de MSF. Equipes também reforçaram os serviços de MSF em diferentes comunidades.

Cuidados médicos foram prestados  a 227 sobreviventes de violência sexual em Tumaco e a 296 sobreviventes em Buenaventura. MSF também auxiliou mulheres que precisavam interromper a gravidez. Apesar da legislação liberal a esse respeito, ainda existem barreiras para mulheres que buscam acesso à assistência médica segura.

Após 50 anos de guerra, estima-se que mais de 126 mil pessoas estejam desaparecidas. MSF iniciou um projeto para fornecer apoio psicológico a familiares de vítimas de desaparecimentos forçados. O projeto está baseado em Puerto Asís (Putumayo) e Cali, (Valle) onde quase 500 e 3 mil pessoas estão desaparecidas, respectivamente. Depois do início do projeto, em agosto e setembro, as equipes realizaram mais de 300 consultas individuais de saúde mental e 160 sessões em grupo.

 

Dados de 2017:

Consultas ambulatoriais
Consultas individuais de saúde mental
12.900
9.600

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar