Você está aqui

Restaurando o corpo e a mente: fisioterapia no hospital SICA, na República Centro-Africana

28/09/2018

Assegurar a recuperação dos pacientes, oferecer o máximo de autonomia para permitir que tenham uma reintegração social e profissional rápida, ajudá-los a viver com a nova condição física: o departamento de fisioterapia do hospital SICA, em Bangui, na República Centro-Africana (RCA), tem um papel essencial no processo de recuperação dos pacientes atendidos.

Na instalação, 75% dos pacientes são sobreviventes de acidentes de trânsito ou foram feridos por armas ou facas. As fraturas são geralmente tão complexas que requerem fixação externa e, em algumas vezes, a amputação do membro atingido. Para evitar consequências de longo prazo, os fisioterapeutas tratam os pacientes o mais cedo possível, assim que saem do centro cirúrgico. Contudo, qualquer que seja o tratamento, o processo de reabilitação pode durar meses ou anos.

Composta por cinco profissionais, a equipe de fisioterapia do hospital oferece em média 150 consultas e monitora a reabilitação de mais de 100 pacientes por semana.