Você está aqui

Segue até o final do mês trabalho de Médicos Sem Fronteiras em Brumadinho

20/02/2019
Equipe de saúde mental treina profissionais locais na região atingida por rompimento de barragem

Uma equipe de Médicos Sem Fronteiras (MSF) está atuando na região de Brumadinho (MG) no apoio às vítimas do rompimento da barragem que armazenava rejeitos da atividade mineradora, ocorrido em 25 de janeiro.

Foram enviados à localidade duas psicólogas e uma psiquiatra com o objetivo de fornecer treinamento na área de saúde mental em desastres aos profissionais do Sistema Único de Saúde e demais profissionais de saúde que integram a rede de cuidados à população afetada. O trabalho deve ser concluído no final deste mês.

Os profissionais locais estão sendo capacitados para identificar as pessoas que necessitam de acompanhamento psicológico e encaminhá-las para a rede de cuidados que foi formada após o desastre. Desta forma, os pacientes poderão ser acompanhados por profissionais no médio e longo prazo, quando necessário. Além disso, estão sendo realizados atendimentos pontuais aos próprios profissionais de saúde, que também foram afetados pelo impacto da tragédia.

“Nossa experiência em desastres mostra que é extremamente importante oferecer serviços de saúde mental já nos primeiros momentos após eventos dessa magnitude, como parte da estratégia para lidar com uma grande emergência, como a que estamos acompanhando em Brumadinho”, disse a psicóloga Débora Noal, que coordena a equipe de MSF na região. O trabalho da organização está sendo feito de maneira articulada com as equipes do Sistema Único de Saúde e demais atores presentes no município.

 

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar