Você está aqui

5 fotos marcantes da atuação de MSF contra a COVID-19

18/06/2020
MSF atua em mais de 70 países contra o novo vírus

Desde o início da pandemia de COVID-19, MSF se deparou com diversos desafios e diferentes necessidades em cada localidade onde desenvolvemos atividades. O foco das equipes na linha de frente é sempre assistir os mais vulneráveis, como pessoas em situação de rua, idosos, usuários de drogas e migrantes. Confira uma lista com cinco fotos em destaque dos projetos de MSF durante a crise do novo coronavírus:

1.    Brasil

 

O Brasil atualmente é um dos países com o maior número de casos confirmados de COVID-19. As atividades de MSF em cidades brasileiras com altos índices de contágio pelo novo coronavírus buscam reduzir a sobrecarga do sistema de saúde e oferecer possibilidades de atenção médica para grupos vulneráveis, como pessoas em situação de rua, migrantes, indígenas, usuários de drogas e idosos que moram em asilos.

2.    Espanha

 


Quando a Espanha viveu a fase mais crítica da epidemia, MSF apoiou a resposta à doença em hospitais e lares de idosos. MSF também defendeu que pacientes terminais recebessem tratamento para dor e pudessem ter uma despedida digna de seus familiares. O apoio psicossocial para o paciente e sua família também foi uma peça chave para tornar esse processo menos traumático.

3.    Líbano

 



Mousera, uma libanesa de 73 anos de idade, sofre de hipertensão, asma e dor nas costas e faz parte do grupo de risco da COVID-19. Ela mora sozinha em sua casa no campo de Burj al-Barajneh, em Beirute. No início, o isolamento não era o plano ideal de Mousera. Embora viva sozinha, seu filho e netos queridos moram no andar de cima. "Como não posso abraçar meu neto quando o vejo?" Mas ela finalmente entendeu que o isolamento protegeria ela e sua família melhor contra o novo coronavírus. Mousera compartilha as dicas e informações que recebe de MSF com seus parentes, por telefone.


4.    Suíça

 



No início de março, MSF começou a apoiar os hospitais universitários de Genebra em suas respostas médicas. Esse compartilhamento de experiência se concentra no gerenciamento de pacientes infectados com a COVID-19, bem como na organização de equipes e serviços médicos no hospital. MSF se mobilizou para melhorar a assistência médica a populações excluídas, precárias ou marginalizadas, como pessoas em situação de rua, migrantes e crianças desacompanhadas



5.    Grécia

 


Com o início da pandemia de COVID-19, MSF adaptou seus procedimentos para manter pacientes e profissionais em segurança. Na clínica pediátrica fora do campo de refugiados de Moria, os pacientes (crianças e mulheres grávidas) passam por uma primeira triagem. Se apresentarem problemas respiratórios ou febre, serão direcionados para uma área em que uma equipe possa avaliá-los de maneira segura, sem contato físico, pois esses sintomas podem ser semelhantes aos da COVID-19.



 

Leia mais sobre

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar