Você está aqui

Forçados a fugir do Triângulo Norte da América Central

11/05/2017

Cerca de 500 mil pessoas cruzam a fronteira rumo ao México todos os anos. A maioria que compõem esse fluxo massivo de migração forçada é originária de El Salvador, Honduras e Guatemala, países conhecidos como o Triângulo Norte da América Latina (TNAC), hoje, uma das regiões mais violentas do mundo.

Desde 2012, Médicos Sem Fronteiras (MSF) oferece cuidados médicos e de saúde mental a dezenas de milhares de migrantes e refugiados que fogem da violência extrema no TNAC e viajam ao longo do maior corredor migratório do mundo no México. Por meio de pesquisas de avaliação da violência e consultas médicas e psicossociais, as equipes de MSF testemunharam e documentaram um padrão de deslocamento violento, perseguições, violência sexual e repatriação forçada semelhantes àqueles encontrados nos conflitos armados mais mortais do mundo atualmente. (Fotos: Marta Soszynska/MSF)