Seja doador Fale com MSF FAQ Trabalhe conosco
Área do Doador Facebook Twitter Instagram Linkedin

Desnutrição

Nove crianças morrem a cada minuto pela falta de nutrientes básicos. Isso continuará a acontecer até que a ajuda alimentar mude. Leia o relatório de MSF para saber mais.

Quando uma criança sofre de desnutrição aguda, seu sistema imunológico fica tão debilitado que o risco de morte cresce imensamente. Doenças comuns como infecção respiratória ou gastroenterite podem gerar graves complicações e eventualmente levar à morte.

MSF lançou o relatório "Famintos por Atenção" para alertar sobre a necessidade de mudanças na ajuda alimentar distribuída em situações emergenciais e de garantir uma dieta rica em nutrientes para crianças.

Sul da Ásia, Sahel e Chifre da África são as regiões com os índices mais alarmantes de desnutrição infantil no mundo. A desnutrição aguda aparece entre crianças em ciclos sazonais, especialmente no período entre colheitas. A grande maioria das vítimas tem entre seis meses e dois anos de idade.

A desnutrição não é simplesmente a falta de alimentos. É uma patologia causada pela ausência de um ou mais dos 40 nutrientes básicos para o dia-a-dia como zinco, vitamina A, selênio, nitrogênio, aminoácidos essências, fosfato e enxofre.

A ajuda alimentar oferecida hoje é, na maior parte das vezes, inadequada para combater a desnutrição. Às vezes, a quantidade de nutrientes essenciais presentes nos alimentos é insuficiente. Em outros casos, os nutrientes presentes nos alimentos fornecidos são eliminados no cozimento.

MSF utiliza alimentos terapêuticos prontos para o uso (RUTF, na sigla em inglês). Acreditamos que os RUTFs sejam mais eficientes para tratar a desnutrição em crianças com menos de três anos por possuírem todos os nutrientes em níveis adequados e não requererem água para a preparação, o que elimina o risco de contaminação. As embalagens do RUFT permitem a estocagem em longos períodos, além de vir em porções individuais, o que facilita adesão ao tratamento.

Em 2006, em Maradi, no Níger, crianças com desnutrição moderada foram tratadas com RUFT. Mais de 95% delas foram curadas. A taxa de mortalidade ficou em 0,4%.

Distribuir alimentos terapêuticos ricos em nutrientes e prontos para o uso pode reduzir muito a mortalidade infantil entre as populações mais pobres do mundo.

Clique aqui para ler o relatório "Famintos por Anteção"(em inglês) 

voltar para atividades médicas
contato
  • Formulário de Contato
  • .......................................
  • Rua do Catete, 84
    Catete - Rio de Janeiro - RJ
    CEP 22220-000 - Brasil
    Telefone: (21) 3527-3636
    Relacionamento com Doador:
    (21) 2215-8688 ou
    0800 021 1197 (ligando de qualquer telefone fixo)

mídias
  • Twitter
  • Facebook

Médicos Sem Fronteiras, inscrita no CNPJ sob o nº 00.988.096/0001-48, é uma associação sem fins lucrativos que, nos termos da legislação tributária brasileira, goza de isenção com relação aos tributos federais devidos sobre suas receitas próprias.