Roda de conversa | Crise climática também é uma crise de saúde

Queimadas, rios secos, inundações. As mudanças climáticas extremas não são mais uma previsão de futuro, mas uma realidade que já causa grave impacto na vida e na saúde de milhões de pessoas. É o que Médicos Sem Fronteiras (MSF) tem testemunhado ao redor do mundo, inclusive no Brasil. De que maneira as secas extremas ou inundações, por exemplo, podem afetar a saúde das pessoas? Por que a emergência climática é também uma crise de saúde? O que podemos fazer hoje para contribuir para um amanhã mais equilibrado?   

Nesta roda de conversa, convidamos você para uma discussão coletiva sobre as consequências imediatas e duradouras da crise climática sobre a saúde das pessoas através de diferentes perspectivas, como os processos de urbanização, a proteção de áreas e populações tradicionais e o olhar de profissionais de saúde sobre o tema.   

Participantes: 

Lúcia Brum  

Lucia Brum é graduada em medicina familiar e comunitária pela Escola Latino-Americana de Medicina, pós-graduada em Medicina Tropical pela Fiocruz e possui 15 anos de experiência humanitária internacional nos mais diversos contextos. Por mais de 6 anos, atuou como consultora em doenças infecciosas emergentes e reemergentes e como parte do grupo de trabalho sobre doenças tropicais negligenciadas. Atualmente, é a responsável médica das operações na América do Sul para Médicos Sem Fronteiras. 

Roberta Rodrigues 

Roberta Menezes Rodrigues é arquiteta e urbanista e doutora em Planejamento Urbano e especialista em habitação de interesse social. É diretora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFPA e coordenadora do Fórum Landi (FAU/UPFA), projeto dedicado à revitalização do Centro Histórico de Belém.  

Luana Lisboa 

Luana Lisboa, 27 anos de Belém do Pará, ativista e nortista – Amazônida. Atua com direção de arte, design e ilustração e faz parte da equipe de comunicação do Amazônia de Pé 

Taynara Gomes  

Arquiteta e urbanista, mestre e doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em arquitetura e urbanismo da UFPA. Professora dos cursos de arquitetura e urbanismo do Cesupa, Faci e Estacio. Coordenadora de projetos do Laboratório da Cidade. 

Mediação 

Isabela Ramos Silva é psicóloga, paraense e trabalha há 6 anos com migração e refúgio indígena nos estados do Amazonas, Pará e Roraima. Atualmente é integrante do Conselho Administrativo de Médicos Sem Fronteiras Brasil (MSF/BR) e atua com políticas públicas de saúde para a Amazônia Legal, junto ao Instituto de Estudos para Políticas de Saúde (IEPS). 

 

  • Data: 03/12, domingo, às 11h 
  • Local: Fórum Landi, R. Siqueira Mendes, 60 – Cidade Velha, Belém – PA 
  • Gratuito, para convidados e inscritos. Sujeito a lotação 
  • Acessibilidade: não possui estacionamento próprio; acessível para pessoas com dificuldade motora. Haverá tradução em libras. 
  • Inscrições através do formulário. 

INSCREVA-SE!

Compartilhar
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on print

Relacionados