Você está aqui

RCA: confrontos violentos voltam a acontecer na região de Bria

21/06/2017
Conflito se intensificou próximo ao local onde MSF oferece cuidados de saúde a doentes e feridos
RCA: confrontos violentos voltam a acontecer na região de Bria

Foto: Natacha Buhler/MSF

Um tratado de paz foi assinado no dia 19 de junho entre autoridades do governo da República Centro-Africana (RCA) e diferentes grupos políticos e militares do país. Contudo, Médicos Sem Fronteiras (MSF) se depara com uma realidade diferente no terreno: na manhã de hoje, um conflito violento eclodiu em Bria, cidade no leste do país.

“Um tiroteio intenso começou às seis da manhã. Às 9:30, já tínhamos recebido 35 pessoas feridas no hospital, a maioria delas baleada”, disse Mumuza Muhindo Musubaho, coordenador de projeto de MSF em Bria. Uma ambulância de MSF entrou no vilarejo afetado pelo conflito para levar os feridos ao hospital.

Equipes de MSF nas regiões de Bangassou e Alindao também relataram tiroteios no início do dia. A situação de segurança no país continua extremamente volátil.

Ontem, doadores institucionais se reúnem em Bangui para discutir o financiamento da resposta humanitária na RCA. Ainda que as atividades de MSF no país sejam financiadas por doadores privados, MSF reitera a necessidade de aumentar, agora mais que nunca, a provisão de assistência humanitária de emergência no país, bem como o financiamento de outros agentes habilitados a fazer o mesmo.

MSF é uma organização médico-humanitária que trabalha na República Centro-Africana (RCA) desde 1997 oferecendo cuidados médicos vitais aos que mais precisam no país. MSF é uma organização neutra, independente e imparcial, que trabalha na RCA com base somente em financiamentos privados. Para que MSF possa executar seu trabalho no país, é essencial que as partes beligerantes respeitem instalações médicas, profissionais de saúde, pacientes, transferências e outros serviços de ambulância.

Leia mais sobre