Você está aqui

Oferecendo cuidados de saúde a pessoas vulneráveis em Lorestan após enchentes no Irã

28/05/2019
A destruição de estradas e vilarejos deixou parte da população sem acesso a cuidados de saúde
Oferecendo cuidados de saúde a pessoas vulneráveis em Lorestan após enchentes no Irã

Foto: Sacha Petiot-Smigieski/MSF

Já se passaram quase dois meses desde que violentas enchentes atingiram áreas ao longo do rio Kashkan, na província de Lorestan, oeste do Irã. Na cidade de Pol-e Dokhtar, a vida está começando a voltar ao normal no bairro localizado na margem direita do rio, que foi severamente afetada. A maior parte do lodo e entulho foi limpa enquanto a reconstrução de algumas casas e lojas está começando nesta área devastada. As ações de assistência estão em andamento e equipes de Médicos Sem Fronteiras (MSF) estão prestando assistência a pessoas em cinco vilarejos ao norte da cidade, em colaboração com o Ministério da Saúde.

Apesar de estarem em andamento obras de reparo na infraestrutura que margeia o rio, grandes danos permanecem visíveis ao longo da estrada ao longo de um trecho de 100 quilômetros, já que seções inteiras de asfalto e todas as principais pontes foram levadas pela água. Nos poucos vilarejos afetados diretamente, alguns habitantes estão vivendo em tendas e dependem de distribuição de alimentos e água.

Quinze quilômetros ao norte de Pol-e Dokhtar, uma equipe de MSF cruza a pé uma nova ponte de corda sobre o rio Kashkan, com equipamentos médicos e remédios guardados em mochilas. Ela está tentando alcançar o vilarejo de Paran Parvis; depois de cruzar a ponte, eles encontram um táxi e chegam ao vilarejo após 20 minutos de carro. A equipe monta uma clínica móvel dentro de um posto de saúde com o apoio da equipe paramédica local.

Embora o vilarejo não tenha sofrido nenhum dano, as pessoas estão completamente isoladas, já que a destruição de pontes as separou da rede rodoviária principal. Como resultado, o médico não pôde vir do centro de saúde mais próximo, como fazia semanalmente antes das enchentes. As crianças recebem alegremente a equipe de MSF à medida que chegam, enquanto as pessoas começam a se reunir em frente ao posto de saúde à espera de consultas. Toda semana, a equipe vai até Paran Parvis para oferecer consultas médicas, juntamente com uma parteira que monitora mulheres grávidas.

Como as estradas foram destruídas pelas enchentes, as pessoas que vivem já bastante isoladas nesta área montanhosa agora têm ainda mais dificuldade para se movimentar. Isso afeta principalmente pessoas idosas. Em outros vilarejos, as famílias perderam a casa e todos os seus pertences, e não têm dinheiro para pagar por atendimento médico. Portanto, o serviço gratuito de saúde que MSF oferece é uma assistência bem-vinda para muitos. 

A equipe atende muitos idosos, especialmente mulheres, com doenças crônicas, como hipertensão e diabetes. As pessoas também são tratadas para infecções do trato respiratório superior e dor em geral, enquanto a parteira fica bastante ocupada com as mulheres grávidas.

Desde o início de maio, uma clínica móvel foi para cinco vilarejos, onde o acesso é muitas vezes difícil e demorado. Para chegar aos vilarejos de Vareh Zard e Khersdar Softla, a equipe usa uma ponte para  pedestres sobre o rio. 

Mais abaixo na margem direita do rio, Baba Zayd é um vilarejo que foi completamente devastado pelas águas. Os restos do posto de saúde estão cheios de lama e detritos. As autoridades locais instalaram contêineres para substituir esta instalação de saúde e uma escola que também foi destruída, mas não há pessoal qualificado e medicamentos básicos. MSF instalou uma clínica móvel, montada em um contêiner, para oferecer cuidados médicos aos deslocados vivendo em tendas.

Embora a situação geral esteja melhorando lentamente, algumas pessoas permanecem vulneráveis, enquanto outras ainda não têm acesso a cuidados comuns de saúde. Nossas equipes estão comprometidas em fornecer cuidados enquanto as comunidades se recuperam e continuam a avaliar as necessidades na área.

Leia mais sobre

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar