Você está aqui

Norte do Mali: MSF presta assistência a cinco crianças feridas em ataque suicida próximo de Ansongo

17/04/2015
Vítimas foram encaminhadas a hospital de referência onde a organização atua desde 2012

Foto: Ramón Pereiro/MSF

Na quarta-feira, um ataque suicida com bomba atingiu um acampamento da missão da Organização das Nações Unidas (ONU) no Mali (MINUSMA, na sigla em inglês) nos arredores da cidade de Ansongo, matando três civis – duas crianças e um adulto – e ferindo 16 pessoas, a maioria delas integrantes das forças de paz da ONU. Uma equipe da organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) foi enviada imediatamente à região e encaminhou cinco crianças feridas ao hospital de referência de Ansongo, onde a organização atua desde 2012.

Devido à gravidade dos ferimentos, uma das crianças foi encaminhada ao hospital de Gao, capital da região. As outras quatro crianças estão sendo tratadas para ferimentos resultantes de trauma em Ansono. “Como uma organização de emergência, nossa prioridade é responder o mais rápido possível a esse tipo de evento, na medida em que sabemos que os civis ficam, frequentemente, encurralados em confrontos entre diferentes grupos armados no norte do Mali”, diz Côme Niyongabo, coordenador-geral de MSF no Mali.

MSF atua na região de Gao desde novembro de 2012 oferecendo cuidados médicos à população afetada pelo conflito armado. Em 2014, a organização concentrou suas atividades no hospital de referência de Ansongo e em diversas iniciativas voltadas para a saúde nas comunidades. MSF também colaborou para garantir exames para diagnóstico da desnutrição infantil e estratégias de quimioprevenção sazonal da malária (SMC, na sigla em inglês) na região de Gao. Mais de 40 mil crianças receberam medicamentos antimalária para proteger contra a doença durante sua temporada de pico.

Leia mais sobre