Mudanças climáticas: os impactos na saúde e o que pode ser feito para mitigá-los

Maria Guevara, secretária-médica internacional de MSF, explica como a crise climática já está impactando a saúde das pessoas que atendemos ao redor do mundo.

Você sabia que os impactos das mudanças climáticas na saúde vão muito além das emergências causada pelos desastres? As doenças transmitidas por vetores, por exemplo, também são de extrema relevância.

O aquecimento do ambiente cria condições que influenciam no aumento de casos dessas doenças. Prevê-se que a dengue, por exemplo, irá atingir, em média, mais de 1 bilhão de pessoas nos próximos anos.

Essa é uma das razões pelas quais nós, de Médicos Sem Fronteiras (MSF), estamos preocupados com a crise climática, que já está impactando a saúde das pessoas que atendemos ao redor do mundo, em especial aquelas que se encontram em situação de maior vulnerabilidade.

Maria Guevara, secretária-médica internacional de MSF, explica as consequências das mudanças climáticas na saúde das pessoas e também comenta quais medidas estamos adotando para mitigar esses impactos. “Precisamos fazer isso como um coletivo da humanidade, mas especialmente em apoio às pessoas que estão mais vulneráveis hoje”, ela afirma.

Compartilhar
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on print