Você está aqui

MSF se prepara para atuar no combate à Covid-19 na França

18/03/2020
Equipes desenvolvem atividades para detectar e fazer a gestão de casos de Covid-19 entre populações vulneráveis
MSF se prepara para atuar no combate à Covid-19 na França

Foto: Mohammad Ghannam/MSF

Diante da propagação da pandemia de Covid-19, o sistema de saúde francês está reforçando sua capacidade para prevenir e tratar casos. Esta semana, após se reunir com autoridades de saúde francesas, Médicos Sem Fronteiras (MSF) está estruturando atividades para ajudar a detectar e fazer a gestão de casos de Covid-19 entre as populações mais vulneráveis de Paris e arredores.

Pessoas em situações precárias, como migrantes, pessoas em situação de rua e menores desacompanhados, são especialmente vulneráveis à epidemia. Ambientes insalubres – sejam moradias inadequadas ou acampamentos improvisados e superlotados – fomentam a disseminação do vírus entre pessoas excluídas do sistema de saúde, que geralmente têm problemas de saúde causados por suas condições de vida.

“No contexto da epidemia do novo coronavírus, estamos preocupados principalmente com o destino das pessoas em situações precárias”, explica Pierre Mendiharat, diretor-adjunto de operações de MSF. “Se nada for feito para detectar e isolar casos, há um risco de a doença se espalhar rapidamente entre elas. E, além disso, pode ser difícil chegar até essas pessoas, que vivem às margens dos serviços disponíveis para a população geral.”

As equipes de MSF estão agora ajustando os detalhes de como serão as atividades realizadas em conjunto com associações médicas e de assistência social parceiras e a Agência Regional de Saúde de Ile-de-France. Elas devem incluir consultas médicas e triagem, por meio de clínicas móveis, para chegar aos mais vulneráveis, e apoio em termos de diagnóstico, isolamento e gestão de casos em abrigos existentes ou que venham a ser montados.

"Nossa contribuição na França é parte de iniciativas que MSF já lançou em outros países, como na Itália, por exemplo, e que nossas equipes podem desenvolver nas próximas semanas em países onde já havia projetos de MSF antes da Covid-19", continua Pierre Mendiharat.

As equipes de MSF também continuam prestando atendimento médico em todo o mundo, embora essa assistência esteja ameaçada em muitos lugares devido à imposição de restrições de viagem e restrições ao movimento de pessoas e suprimentos.

MSF oferece ajuda médico-humanitária em mais de 70 países. Na França, MSF conduz iniciativas que ajudam a prover apoio e abrigo para menores desacompanhados em Paris e seu entorno, em Marselha e em outras regiões da França.

 

Leia mais sobre

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar