Você está aqui

MSF reforça sua resposta à Covid-19 na Espanha

25/03/2020
Um hospital temporário de 100 leitos foi montado na Universidade de Alcalá de Henares, Madri, para atender casos moderados do novo coronavírus
MSF reforça sua resposta à Covid-19 na Espanha

Foto: MSF

De acordo com os últimos dados oficiais, a situação na Espanha continua a ser agravada, com o número de mortos por Covid-19 chegando a 2.696 pessoas e 40 mil infectados. Desses, 5.400 são profissionais de saúde, que representam mais de 1 em cada 10 casos confirmados.

Com base em sua experiência e expertise no gerenciamento de epidemias em contextos em que os sistemas de saúde e a assistência social são frágeis ou não têm a capacidade necessária, Médicos Sem Fronteiras (MSF) está intensificando sua resposta à Covid-19, por meio de uma abordagem em três níveis.

Primeiramente, MSF procurou as autoridades nacionais e locais de saúde, a fim de fornecer aconselhamento estratégico e suporte técnico sobre meios de gerenciar essa crise de saúde pública.

"Nosso objetivo é duplo: ajudar a aliviar a pressão nos hospitais e centros de saúde para que eles possam se concentrar no atendimento aos pacientes mais graves e fortalecer a proteção dos nossos idosos, um dos grupos mais vulneráveis nessa epidemia", disse o médico David Noguera, presidente de MSF na Espanha. "Queremos compartilhar nossa experiência para que possamos agir em prol daqueles que são mais vulneráveis".

Uma das prioridades é combater a disseminação do novo coronavírus nas estruturas de saúde e atender pacientes de uma forma que possa reduzir o risco de infecção em pacientes com outras patologias.

A segunda abordagem, portanto, concentra-se no descongestionamento de hospitais e centros de saúde, estruturando hospitais temporários para atender casos leves e moderados, de modo que as UTIs foquem na assistência aos casos graves.

Após a permissão do governo regional de Madri, MSF montou um hospital temporário com 100 leitos para acomodar casos moderados em um dos pavilhões da Universidade de Alcalá de Henares, 31 quilômetros a leste da capital. O gerenciamento de casos será realizado pela equipe do Hospital Príncipe de Asturia, nas proximidades, o que ajudará a aliviar a pressão da emergência do hospital, para onde serão enviados casos graves que requerem hospitalização na UTI. Da mesma forma, está sendo estudada a possibilidade de construir outro hospital temporário em um centro esportivo próximo ao Hospital Severo Ochoa, em Leganés, 11 km a sudoeste de Madri. Discussões com as autoridades de saúde locais também estão em andamento sobre a identificação de outros locais para estabelecer espaços semelhantes na Catalunha.

Por último, fora das unidades de saúde, MSF está prestando consultoria a conselhos administrativos de casas de repouso e asilos para idosos sobre a avaliação de riscos e a implementação de medidas de higiene e proteção para reduzir a transmissão nesses espaços, além de melhorar o gerenciamento de casos.

Todas essas ações, realizadas em coordenação com as autoridades nacionais e locais de saúde, são essenciais para ampliar a capacidade de gerenciamento de casos de Covid-19, reduzir a mortalidade e prevenir a infecção.

 

Leia mais sobre

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar