Você está aqui

MSF leva campo de refugiados a Porto Alegre

25/02/2014
Depois de passar por São Paulo e Rio de Janeiro, exposição itinerante estará aberta aos visitantes da capital gaúcha

Para fugir da violência gerada por conflitos armados, perseguições motivadas por posicionamentos políticos, raça, religião ou nacionalidade, milhões de pessoas deixam suas casas e vão buscar abrigo em países vizinhos. Quando finalmente chegam ao destino, muitos estão com a saúde debilitada e precisam urgentemente de cuidados. A realidade vivida por essas populações é o tema da exposição interativa “Campo de Refugiados no Coração da Cidade”, que a organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) apresenta no Parque da Redenção de Porto Alegre, entre os dias 14 e 23 de março.

No espaço, foram recriadas réplicas das estruturas montadas pelas equipes de MSF para prestar cuidados de saúde aos refugiados e deslocados internos. Guiados por profissionais da organização com experiência em projetos, os visitantes poderão ver como funcionam os consultórios médicos, posto de vacinação, centro de nutrição e sala de atendimento de saúde mental dentro de um acampamento. Durante a visita, o público será convidado a assumir a identidade de uma pessoa que vive, de fato, em um dos campos onde MSF trabalha. “Cada visitante receberá um cartão com um pequeno resumo da história de um refugiado e, ao longo do caminho, será convidado a interagir como se fosse aquela pessoa”, explica Susana de Deus, diretora-geral de MSF-Brasil. “Todos poderão conversar com os nossos profissionais, fazer perguntas e tirar dúvidas”, explica.
 
Mais de 9 mil pessoas visitaram a exposição nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro durante as duas exibições promovidas pela organização em  2013. Depois de Porto Alegre, o “Campo de Refugiados no Coração da Cidade” seguirá para as cidades de Curitiba e Belo Horizonte.

Para mais informações, acesse: www.msf.org.br/campoderefugiados
 

Leia mais sobre