Você está aqui

Mianmar: MSF retoma atividades em Kachin, Shan e Yangon, mas ainda há preocupações

07/03/2014
Atividades no estado de Rakhine continuam suspensas

No dia 27 de fevereiro, o centro operacional de Médicos Sem Fronteiras na Holanda (MSF-Holanda) recebeu uma ordem por escrito do governo de Mianmar para interromper todas as suas atividades no país, o que levou ao total fechamento das clínicas administradas pela seção no dia 28 de fevereiro. A iniciativa confundiu os pacientes e causou a preocupação generalizada por todo o país.

Após dialogar com o governo em Naypytaw, no dia 28 de fevereiro, fomos informados pelo Ministério da Saúde e pelo Ministério do Interior que podíamos retomar parte das atividades que estavam cobertas por um acordo estabelecido a partir de 3 de março, que inclui atividades de HIV/Aids e outras nos estados de Kachin e Shan, bem como na região de Yangon.

Na medida em que nos sentimos encorajados e vamos retomar essas atividades, MSF permanece extremamente preocupada com o destino de dezenas de milhares de pessoas vulneráveis no estado de Rakhine, que enfrentam, atualmente, uma crise médico-humanitária.

As clínicas administradas por MSF-Holanda em Rakhine permanecem fechadas desde 27 de fevereiro, após comunicação verbal por parte das autoridades estaduais pela suspensão de nossas atividades.

Antes da suspensão, MSF desenvolveu uma variedade de atividades em nove cidades do entorno de Rakhine, tratando qualquer pessoa que estivesse sem acesso a cuidados médicos necessários.

Todos os serviços de MSF são oferecidos com base, exclusivamente, nas necessidades das pessoas, independentemente de etnia, religião ou quaisquer outros fatores.

MSF espera continuar dialogando com o governo do país para garantir que serviços essenciais continuem a alcançar as pessoas em necessidade.

Leia mais sobre