Você está aqui

Guiné livre do Ebola

04/01/2016
Primeiro país afetado pela epidemia não registra novos casos da doença desde o final de novembro

Foto: Tommy Trenchard

Depois de 42 dias sem novos casos de Ebola, a Guiné foi declarada oficialmente livre da epidemia em 28 de dezembro de 2015. Abaixo, leia o depoimento de Axelle Ronsse, da equipe de emergência da organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF):

“É com satisfação que informamos que não foram reportados novos casos de Ebola na Guiné nos últimos 42 dias e parabenizamos as autoridades guineanas e seus parceiros pela contenção da epidemia. No entanto, é preciso manter a vigilância na região, e responder rapidamente a possíveis novos casos.

Desde o início da epidemia, 3.806 pacientes com Ebola foram tratados na Guiné. (Foto: Peter Casaer/MSF)Hoje, há aproximadamente 15 mil sobreviventes de Ebola na África Ocidental e muitos deles ainda sofrem com distúrbios físicos e psicológicos. Apesar de suas necessidades, essas pessoas podem enfrentar dificuldades para acessar serviços de saúde. Ainda há receio entre profissionais de saúde acerca do trato de sobreviventes de Ebola, e o acesso a serviços de saúde pode ser desafiador economicamente para aqueles que perderam seus empregos. É essencial que autoridades de saúde e todos os envolvidos coordenem esforços para garantir acesso oportuno a cuidados de saúde gratuitos a sobreviventes e suas famílias.”

Desde março de 2014, equipes de MSF trataram 10.288 pacientes na África Ocidental, incluindo 3.806 pacientes na Guiné. Desde o início da epidemia, cerca de 300 profissionais internacionais e 3.500 nacionais foram mobilizados para combater a doença na região. As autoridades reportaram a morte de 110 profissionais de saúde na Guiné.