Você está aqui

Equipe de MSF visita Hospital Tskhinvali, na Ossétia do Sul

25/08/2008
MSF, que já dá assistência a desabrigados em Tbilisi, ofereceu assistência médica na província separatista.

No dia 23 de agosto, uma equipe de Médicos Sem Fronteiras (MSF) conseguiu acesso a Tskhinvali na Ossétia do Sul, visitando o hospital republicano da cidade onde conflitos intensos irromperam no dia sete de agosto. A situação está lentamente voltando ao normal ao final do acordo de paz assinado pela Rússia e pela Geórgia. Até agora, de qualquer forma, o acesso a Tskhinvali, a "capital" da província separatista da Ossétia do Sul, foi impossível; MSF não foi autorizada a ir lá. Finalmente, no dia 23 de agosto, uma equipe de MSF conseguiu visitar o Hospitak Tskhinvali, onde seus membros conheceram os diretores da instituição.

"Os dois diretores médicos representantes nos contaram que equipes médicas locais estavam lidando com a emergência sob grande dificuldade", disse Filipe Ribeiro, coordenador do programa de emergência, "e que as autoridades russas tiveram que rapidamente providenciar bastante assistência material ao cenário".

Durante a visita, a equipe de emergência de MSF percebeu que o hospital em terreno havia sido rearrumado sob as tendas e dentro do confinamento do hospital republicano. Os casos mais graves são transferidos para a Ossétia do Norte e suprimentos de emergência vieram da Rússia também. Mesmo assim, "a natureza exata de qualquer possível necessidade adicional não foi determinada ainda", disse Filipe Ribeiro. As discussões continuam em relação à quantidade de clínicas, hospitais e assistência que MSF pode oferecer na Ossétia do Sul.

Atividades de MSF na Geórgia

Além disso, os conflitos na Geórgia causaram desalojamento em massa. Equipes de emergência de MSF em Tbilisi, capital do país, têm tratado pacientes em muitos locais em que pessoas desalojadas se concentraram. Médicos da organização atenderam 497 pacientes desde e o dia 14 de de agosto. As equipes distribuíram ainda 113 kits para bebês (travesseiros, talco etc.) e 582 kits de higiene. Esses itens são pacotes que incluem sabonete, pasta de dente, papel higiênico, detergente, velas, fósforos, copos para beber etc..

As necessidades estão sendo avaliadas em outras regiões da Geórgia (Imeretia e Samegrelo) onde se espera que o apoio seja concedido em breve.