Você está aqui

Coronavírus: MSF envia materiais e promove engajamento comunitário para combater o COVID-19

17/02/2020
Toneladas de equipamentos médicos de proteção foram enviadas para Hubei, na China, epicentro do surto, e para Hong Kong
MSF envia materiais e promove engajamento comunitário para combater o coronavírus (COVID-19)

Foto: Shuk Lim Cheung/MSF

Médicos Sem Fronteiras (MSF) enviou equipamentos médicos de proteção especializados para o Hospital Wuhan Jinyintan, na capital da província de Hubei, na China, o epicentro do atual surto de coronavírus (COVID-19).

"No dia 14 de fevereiro, havia mais de 64 mil casos de COVID-19 registrados e 99% deles estão na China", diz Gert Verdonck, coordenador de emergência de MSF para COVID-19. “Os equipamentos médicos de proteção são fundamentais. Então, queremos apoiar os profissionais de saúde que atuam na linha de frente contra o coronavírus com esta proteção especializada, necessária para que trabalhem de forma segura diante de um surto dessa magnitude.”

Pesando 3,5 toneladas, esses suprimentos foram enviados do nosso armazém de suprimentos em Bruxelas, na Bélgica, por meio da Federação de Caridade de Hubei, para o Hospital Wuhan Jinyintan, um dos hospitais na vanguarda do tratamento de pacientes com COVID-19.

No fim de janeiro, nossa equipe em Hong Kong abriu um projeto com foco em educação sanitária para pessoas vulneráveis. O envolvimento da comunidade é uma atividade crucial para qualquer resposta a surtos e, em Hong Kong, este se concentra em grupos com menor probabilidade de acesso a informações médicas importantes, como a população socioeconomicamente desfavorecida. A equipe também trabalha com grupos mais propensos ao desenvolvimento de doenças graves, caso sejam infectados, como os idosos.

"Nas últimas semanas, nossas equipes conduziram sessões presenciais com garis, refugiados, solicitantes de asilo e deficientes visuais", diz Karin Huster, responsável pelo projeto de MSF em Hong Kong. “Compartilhamos informações médicas atualizadas e baseadas em evidências, mas talvez o mais importante seja que estivemos lá para ouvi-los e responder às muitas perguntas que essa nova doença gerou. Muitas vezes, o medo se espalha mais rápido que um vírus, portanto, ajudar as pessoas a gerenciar seu estresse e ansiedade é um foco importante para nós.”

Além disso, MSF enviou uma doação uma tonelada de equipamento de proteção individual ao serviço de ambulância de St. John, em Hong Kong, para ajudá-los até que seus estoques possam ser reabastecidos. Eles estão transportando pacientes de alto risco e, portanto, é importante garantir que tenham a proteção especializada necessária para trabalhar em segurança.

Prevenção em outros países

Além disso, em outros países onde trabalhamos, nossas equipes estão se preparando caso ocorra um surto de COVID-19. Principalmente no sul e sudeste da Ásia, estamos em contato com as autoridades de saúde e oferecemos nosso apoio, caso seja necessário.

O suporte inclui treinamento de profissionais de saúde sobre medidas de prevenção e controle de infecções e educação sanitária para grupos vulneráveis e em risco, semelhante às atividades que realizamos em 2003 durante o surto da síndrome respiratória aguda grave (SARS, na sigla em inglês), causada por um tipo relacionado de coronavírus.

Leia mais sobre

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar