Você está aqui

Afeganistão: MSF inaugura hospital cirúrgico em Kunduz

17/10/2011
A organização oferecerá tratamento especializado a vítimas de explosões de bombas e feridos por armas de fogo, tanto civis como combatentes

Como violentos conflitos continuam a atingir o norte do Afeganistão, a organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) abriu um hospital cirúrgico com 55 leitos na província da Kunduz. O hospital, inaugurado no dia 29 de agosto, oferece cuidados cirúrgicos de urgência e acompanhamento médico para pessoas que sofreram ferimentos muito graves.
 
No ultimo ano, o conflito em Kunduz fez um grande número de vítimas de explosões de bombas e feridos por armas de fogo. Essas pessoas precisam agora de tratamento cirúrgico especializado.
 
O novo hospital é o único centro de traumas deste tipo no norte do Afeganistão. É equipado com uma sala de emergência, duas salas de operação, uma unidade de tratamento intensivo, além de salas de exames raio-x e laboratórios. Existem ainda alas de internação para pacientes do sexo feminino e masculino.
 
Os serviços oferecidos pelas equipes de MSF são completamente gratuitos, e estão disponíveis a qualquer pessoa que preencha os critérios de admissão: ter sido ferido em um acidente ou no conflito.
 
“O único ‘rótulo’ que damos a essas pessoas é ‘paciente’”, disse o Dr. Dorian Job, coordenador médico de MSF no Afeganistão. “Toda pessoa ferida tem o direito de receber tratamento médico, e nós não fazemos distinção entre civis e combatentes.”
 
Uma rígida política de proibição de armas é aplicada em todos os locais onde MSF trabalha no Afeganistão, para garantir a segurança dos pacientes. É fundamental que não haja nenhuma pessoa armada presente nas instalações médicas, uma vez que tal presença faria dessas estruturas alvos de ataque.
 
É uma obrigação de todas as partes do conflito respeitar as regras da legislação humanitária internacional, inclusive as leis relacionadas à proteção e ao respeito às estruturas médicas, aos profissionais de saúde e aos pacientes.
 
Equipes de MSF também trabalham no Hospital Ahmed Shah Baba, no leste de Kabul, e no Hospital Boost, em Lashkargah, na província de Helmand. Em ambos os locais, MSF oferece tratamento médico de emergência gratuito, apoiando todos os departamentos destes hospitais.
 
MSF conta apenas com doações privadas para financiar seus projetos no Afeganistão, e não aceita recursos governamentais.

Leia mais sobre