Você está aqui

Afeganistão: explosão de quatro bombas deixa 24 feridos

23/06/2010
O médico brasileiro Paulo Reis comenta a atuação de emergência realizada por MSF após explosões

Profissionais de Médicos Sem Fronteiras (MSF) trabalharam junto com equipes locais do hospital Boost, em Lashkargah, capital da província de Helmand, para tratar 24 feridos nas quatro explosões que aconteceram no centro da cidade no domingo de manhã, dia 20 de junho.

"Os pacientes começaram a chegar à emergência vinte minutos após as duas primeiras explosões, que aconteceram em frente a um banco," disse o dr. Paulo Reis, médico de MSF responsável. "Inicialmente nós recebemos vinte pacientes, entre eles três crianças, com vários níveis de traumas, de feridas causadas por projéteis a lacerações no ombro. Duas delas foram admitidas para cirurgia imediatamente, e a outra logo depois."

Após a terceira explosão, duas outras pessoas chegaram para serem tratadas. Uma quarta explosão, que ocorreu a 10km de Lashkargah, resultou em mais duas vítimas que foram admitidas. Uma delas teve ferimentos graves no rosto e está viva graças ao suporte respiratório que recebeu.

"Foi de enorme ajuda o fato de que a nova ala de emergência estava adequadamente abastecida com aproximadamente vinte profissionais preparados para receber os pacientes quando eles começaram a chegar", afirmou o dr. Reis.

Três dos feridos – duas crianças e uma mulher – morreram logo após a chegada ao hospital Boost. Dezesseis pacientes foram liberados depois do tratamento e cinco ainda estão sob cuidados. Quatro deles estão em condição estável, mas o quinto em breve será transferido para um local onde possa passar por cirurgia facial reconstrutiva.

MSF opta por contar apenas com doações privadas para o seu trabalho no Afeganistão, e não aceita financiamento de nenhum governo. Além do apoio ao hospital de Boost em Lashkargah, a organização atualmente apoia o hospital Ahmed Shah Baba, no leste de Kabul. Nos dois locais, MSF objetiva providenciar cuidados médicos gratuitos e capazes de salvar vidas usando remédios eficientes, trabalhando em áreas que incluem maternidade, pediatria, cirurgia e alas de emergência.

MSF planeja estender seu suporte para hospitais e centros de saúde rurais em outras províncias do Afeganistão em 2011.

Leia mais sobre