Você está aqui

Tsunamis: MSF avalia estragos em região atingida por novos terremotos na Indonésia

30/03/2003
Equipes de MSF estão na ilha de Nias e em Tuangku, região mais afetada pelo novo terremoto na Indonésia. Apesar do pânico e do medo de novas tsunamis, desta vez não houve ondas gigantes como as que mataram cerca de 200 mil pessoas em dezembro passado

Um terremoto medindo 8,7 na escala Richter atingiu a costa da ilha de Sumatra, na Indonésia, no último dia 28 de março. Esta é a mesma região afetada pelas tsunamis em dezembro de 2004, quando morreram cerca de 200 mil pessoas.

Uma equipe de MSF está fazendo uma avaliação na ilha de Nias, que parece ter sido a região mais atingida por este segundo tremor de terras, e em Tuangku. Cerca de 250 quilos de material de saúde estão sendo levados para a região afetada.

A região de Banda Aceh no norte da ilha de Sumatra, onde MSF concentra boa parte de suas atividades após as tsunamis de dezembro de 2004, sofreu um black out por dois minutos. Há informações de que as pessoas estão em pânico e temem uma tragédia semelhante. No entanto, novas tsunamis não ocorreram.

As equipes de MSF estão na região e avaliam os estragos e as necessidades da população local.

Na ilha de Simeuleu, em West Aceh, equipes vêm avaliando a situação e trabalhando em clínicas durante toda a noite. MSF também montou tendas para aumentar a capacidade de atendimento do hospital de Sinabang, na ilha de Simeuleu que foi gravemente afetada.

Diversas equipes avaliam a situação nas áreas próximas a Meulaboh, Lhokseumave, Banda Aceh, Tapaktuan e na ilha de Simeuleu.

Equipes em Meulaboh, Lhokseumave e Banda Aceh que avaliam a situação, dizem que nessas três áreas os estragos foram mínimos a primeira vista.