Você está aqui

Terremoto no Japão: MSF inicia atividades médicas em Minami-aso

22/04/2016
Organização identificou escassez de cuidados básicos de saúde no vilarejo, na província de Kumamoto
Terremoto no Japão: MSF inicia atividades médicas em Minami-aso

Foto: Yuna Cho/MSF

Já faz quase uma semana que terremotos atingiram o Japão, mas o chão ainda treme de vez em quando nas províncias de Kumamoto e Oita. Até o dia 20 de abril, o número de pessoas deslocadas chegava a cerca de 103 mil em Kumamoto e a cerca de 600 em Oita. Estima-se que, até o momento, 58 pessoas tenham morrido e aproximadamente 1.100 pessoas tenham sido feridas nas duas províncias; as autoridades ainda estão buscando os desaparecidos. Devido às fortes chuvas no dia 21 de abril e aos subsequentes riscos de deslizamento de terra, cerca de 240 mil pessoas foram aconselhadas a evacuar 19 cidades e vilarejos em Kumamoto e Oita.

Tomoyuki Hatai, enfermeira de MSF, em abrigo estruturado no ginásio Hakusui, em Minami-aso (Foto: Shumpei Tachi/MSF)Uma equipe da organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) viajou à província de Kumamoto no dia 17 de abril e identificou uma grave escassez de cuidados básicos de saúde no vilarejo de Minami-aso porque casas e instalações médicas foram gravemente danificadas e pessoas estão vivendo em abrigos desde o dia 14 de abril. No dia 20 de abril, MSF visitou abrigos temporários estruturados em cada área do vilarejo para avaliar suas condições de higiene e para obter relatos em primeira mão da situação. A equipe fez sugestões de melhorias para os abrigos.

MSF também tem tido um papel de referência em cuidados pediátricos na área de Minami-aso porque não há pediatras na área. Um dos abrigos visitados pela equipe de MSF foi a Escola Primária Nishi Minami-aso, onde cinco famílias com crianças estão instaladas atualmente. “É tranquilizante saber que temos um pediatra aqui”, disse uma mãe de dois filhos pequenos, residente do Reino Unido, que estava visitando sua cidade natal quando o terremoto eclodiu.

Apoio à inauguração de clínica de saúde

No escritório do governo local de Hakusui, em Minami-aso, a equipe de MSF apoiou outra organização na inauguração de uma clínica, com base na sua experiência em responder a situações de emergência. Essa clínica foi aberta no dia 20 de abril e abrigos nos arredores foram notificados.

MSF também realizou exames médicos no centro de evacuação no distrito de Tateno, no norte de Minami-aso, onde longas estradas intransitáveis tornam difícil o acesso de pessoas a cuidados médicos. Além disso, MSF terminou de estruturar uma tenda clínica no dia 20 de abril. No entanto, em consequência das fortes chuvas e da ameaça de deslizamento de terra, todas as pessoas do centro de evacuação foram obrigadas a se mudar para a cidade de Ozu. MSF visitará Ozu para apoiá-los e também irá reavaliar o plano clínico.

A equipe de MSF em atuação na área atingida pelo terremoto em Kumamoto é composta por três médicos, três enfermeiros, um farmacêutico, um psicólogo, um logístico e um administrador.