Você está aqui

Suprimentos de emergência são enviados às vítimas do maior seqüestro da história da Rússia

09/09/2004
Desde o início do sequestro MSF vem oferecendo apoio às autoridades de saúde e distribuindo suprimentos médicos aos hospitais da região. MSF permanecerá monitorando a situação e estuda a possibilidade de uma intervenção de médio prazo.

MSF entregou suprimentos emergenciais de saúde para as autoridades de saúde em Beslan, Rússia, e enviou uma equipe para Ossétia do norte.

MSF vem atuando desde o início do sequestro que manteve centenas de crianças e adultos reféns numa escola, no primeiro dia de aula. O sequestro terminou com centenas de mortos e muitos outros feridos.

Desde o início do sequestro, MSF contatou o Ministério da Saúde para oferecer apoio médico. Em seguida, a organização recebeu uma lista de produtos necessários e rapidamente os enviou para Beslan além de quatro kits de saúde contendo material para curativo, tubos para traqueostomia, catéters, soro, etc.

Além disso, no último sábado, 4 de setembro, uma equipe com três profissionais de MSF chegou a Beslan, vinda de Moscou. Eles visitaram os hospitais, distribuíram mais suprimentos de saúde e discutiram a situação com as autoridades de saúde e outras organizações. Ao que tudo indica, as necessidades médicas imediatas foram atendidas para os próximos 3 ou 4 dias.

No entanto, cerca de 70% dos pacientes hospitalizados devem permanecer nos hospitais por entre 2 e 4 semanas necessitando, desta forma, de mais suprimentos médicos. A maioria dos pacientes está com ferimentos de bala ou queimaduras. Cerca de metade dos pacientes hospitalizados são crianças. MSF permanecerá monitorando a situação no norte de Ossétia e estuda a possibilidade de uma intervenção de médio prazo.

Leia mais sobre