Você está aqui

Sudão do Sul: MSF presta assistência a feridos nos conflitos em Malakal

14/03/2011
Novos confrontos geram fluxo de feridos a hospital apoiado por MSF

Conflitos no oeste do Alto Nilo e no norte de Jonglei, no Sudão do Sul, durante o final de semana, levaram a um aumento do fluxo de pessoas feridas no hospital de Malakal. A organização médico-humanitária Médicos Sem Fronteiras (MSF) ofereceu apoio à estrutura do Ministério da Saúde para oferecer atendimento de emergência a 24 pessoas, incluindo sete mulheres e uma criança.

"Nossa maior preocupação é que as pessoas que precisam de assistência médica possam recebê-la", disse Voitek Asztabski, coordenador geral de MSF. "Nossa equipe trabalhou incansavelmente para tratar as pessoas que chegaram ao hospital de Malakal. No entanto, é crucial que todos os envolvidos nos confrontos respeitem o direito das pessoas de buscar ajuda médica emergencial".

Durante um intervalo nos confrontos que eclodiram na manhã do dia 12 de março e continuaram ao longo da semana, uma equipe de cirurgia de MSF conseguiu chegar ao hospital. Junto com o Ministério da Saúde, as equipes ofereceram cuidados médicos voltados para estabilização e necessidades cirúrgicas imediatas, realizando, inclusive, 18 operações em pessoas com sinais claros de ferimentos por armas de fogo.

"Os confrontos parecem ter se acalmado no momento, mas MSF vai continuar a oferecer apoio cirúrgico no Hospital de Malakal pelo tempo que for necessário", concluiu Voitek Asztabski.

Leia mais sobre