Você está aqui

Sudão do Sul: confrontos na cidade de Malakal aumentam o medo e a tensão da população civil

24/04/2015
Violência aumenta deslocamentos e leva à suspensão de algumas atividades móveis de MSF na cidade

Foto: Beatrice Debut/MSF

Confrontos recentes entre grupos armados na noite de 21 e na manhã de 22 de abril na cidade de Malakal causaram o deslocamento de cerca de 900 pessoas para o espaço de Proteção dos Civis (PoC, na sigla em inglês). Duas pessoas morreram e um número desconhecido de pessoas ficaram feridas. No entanto, até o momento, MSF não tratou nenhum ferido no hospital localizado no PoC, em Malakal. Devido à tensão que persiste na região, MSF está, atualmente, se preparando para um possível influxo de pessoas feridas.

Desde o início de abril, confrontos causaram o deslocamento de cerca de 4.600 pessoas de Malakal ao PoC – o número total de pessoas vivendo no local ultrapassou 25 mil. Esse deslocamento extra aumenta a pressão sobre o já alto número de pessoas que ali vivem com recursos limitados.

No momento, a situação na cidade de Malakal permanece extremamente volátil e a expectativa é a de que os confrontos tenham continuidade nos próximos dias. Na quarta-feira, 22 de abril, equipes de MSF foram obrigadas a suspender algumas de suas atividades móveis em regiões remotas que estão abrigando pessoas deslocadas.
MSF pede que todas as partes envolvidas no conflito respeitem e facilitem o acesso de pessoas afetadas pelo conflito no Sudão do Sul a assistência humanitária.
 

Leia mais sobre