Você está aqui

Sudão: Dezenas de milhares de pessoas fogem após dias de confronto na região de Abyei

04/03/2011
Médicos Sem Fronteiras está comprometida em levar assistência médica imparcial

A organização médico-humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) está respondendo às consequências dos confrontos em várias localidades ao norte do distrito de Abyei, localizado na fronteiras entre Norte e Sul do Sudão e disputado por ambos. A mais recente escalada de violência teve início no domingo, 27 de fevereiro, 20 quilômetros ao norte da cidade de Abyei. Desde ontem, dezenas de milhares de pessoas fugiram da cidade, que ficou praticamente vazia. A maior preocupação de MSF é poder chegar aos pacientes e levar ajuda a todos de forma imparcial. 

O hospital de MSF em Agok, 40 quilômetros ao sul Abyei, recebeu 21 pacientes feridos durante a tarde e a noite de quarta-feira, 3 de março. Todos os pacientes apresentavam ferimentos por armas de fogo e três necessitavam de cirurgia. Agora, todos estão estáveis. A equipe de MSF em Abyei também fez uma doação de medicamentos e equipamentos ao hospital do Ministério da Saúde em Abyei, em apoio aos seus esforços de assistir os pacientes feridos.

MSF está particularmente preocupada com os feridos que buscam assistência médica no norte de Abyei. Algumas dessas pessoas foram evacuadas para o hospital Muglad.  A organização está agora negociando com autoridades a possibilidade de levar ajuda às pessoas mais necessitadas nessa área.

"MSF é uma organização médica independente e neutra. Reiteramos nosso objetivo de alcançar todos os pacientes e oferecer ajuda de forma totalmente imparcial", diz Bruno Jochum, Diretor de Operações de MSF. "É fundamental que se possa levar ajuda médica a todos aqueles afetados pela última onda de violência."

Embora hoje a situação esteja relativamente calma, segundo a equipe de MSF a tensão continua grande na cidade de Abyei e arredores. Clínicas móveis de MSF vindas de Agok e Abyei estão conduzindo avaliações na área de Abyei para responder às necessidades médicas da população que se deslocou como resultado dos confrontos.

A equipe de MSF em Agok está pronta para responder a um aumento do número de feridos caso os confrontos continuem.

MSF trabalha na região de Abyei desde 2006. Em resposta aos confrontos ocorridos em 2008, que forçaram milhares de pessoas a fugir para o sul, MSF estabeleceu um hospital em Agok.

Hoje, MSF oferece cuidados primários de saúde na cidade de Abyei, incluindo cuidados de saúde pré-natal e tratamento contra a desnutrição. Em 2010, MSF realizou 18.534 consultas. Partos e outros casos graves são encaminhados ao hospital de MSF de Agok, que oferece uma ampla rede de serviços incluindo intervenções cirúrgicas, maternidade, internação e atendimento ambulatorial, uma unidade de pediatria, um ambulatório de tuberculose e um centro de nutrição terapêutica para crianças com desnutrição. Em janeiro, o hospital foi equipado com um bloco cirúrgico completo. Em 2010, MSF realizou 31.199 consultas ambulatoriais.

MSF tem levado ajuda médico-humanitária de emergência ao Sudão desde 1979. Atualmente, MSF realiza 27 projetos em 13 estados do país.

Leia mais sobre