Você está aqui

Síria: MSF aumenta sua resposta depois que tensões atingem um novo pico em Idlib

28/02/2020
Bombardeios recentes atingiram áreas que abrigavam a população deslocada por ofensiva militar
Síria: MSF aumenta sua resposta depois que tensões atingem um novo pico em Idlib

Foto: Abdul Majeed Al Qareh

Com milhares de pessoas deslocadas pela ofensiva militar na província de Idlib, no noroeste da Síria, a organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) está planejando intensificar a assistência médica e a distribuição de ajuda em resposta às crescentes necessidades da população. MSF também está pedindo às autoridades turcas que facilitem o trânsito de profissionais e suprimentos essenciais para o noroeste da Síria.

Mais de 948.000 pessoas foram deslocadas por bombardeios na província de Idlib desde 1 de dezembro de 2019, segundo a ONU. O deslocamento de pessoas nessa escala, e em tão pouco tempo, é sem precedentes desde que o conflito sírio começou nove anos atrás.

A maioria das pessoas deslocadas está concentrada em uma pequena área ao longo da fronteira turca e está enfrentando uma situação crítica. Muitos já foram deslocados várias vezes e encontrar outro lugar para ficar pode ser um desafio.

Os campos de deslocados estão superlotados e as instalações de água e saneamento são inadequadas para um grande número de pessoas, aumentando o risco de doenças transmitidas pela água.

Existem poucas tendas para acomodar os recém-chegados, forçando as pessoas a dormir ao ar livre ou em edifícios inacabados e abrigos improvisados. As pessoas precisam urgentemente de itens essenciais, como cobertores, colchões e roupas de inverno.

Algumas pessoas estão nos campos há alguns meses, outras chegaram nas últimas semanas. MSF planeja ampliar significativamente suas atividades para responder às necessidades dessa população. Nas próximas semanas, MSF se concentrará na distribuição de itens essenciais de ajuda, como tendas, utensílios de cozinha, tapetes e cobertores.

Atualmente, está sendo organizado o fornecimento de um primeiro lote de tendas e itens de primeira necessidade para 800 famílias deslocadas. MSF também está planejando prestar cuidados de trauma e reforçar os cuidados básicos de saúde para as pessoas deslocadas.

A capacidade de MSF de aumentar sua assistência dependerá de um fluxo constante de suprimentos médicos e itens essenciais que chegam ao noroeste da Síria e também da capacidade de enviar profissionais para apoiar seus colegas sírios, a maioria exausta após anos trabalhando em condições extremamente difíceis.

MSF não tem presença permanente na Turquia. Para poder ampliar sua resposta, MSF pede a todas as autoridades turcas relevantes que facilitem o trânsito de profissionais e suprimentos essenciais no noroeste da Síria.

 

Leia mais sobre

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar