Você está aqui

República Centro-Africana: MSF trata 75 feridos após eclosão de violência em Bangui

28/09/2015
Equipes da organização continuam mobilizadas caso surja novo influxo de vítimas

Foto: William Daniels/Panos Pictures

No dia 26 de setembro, uma onda de violência eclodiu novamente em Bangui, capital da República Centro-Africana (RCA), após a morte de um muçulmano no início da manhã. As equipes da organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) trabalhando no acampamento de Mpoko, no hospital Castor e no hospital Geral, ativaram planos de vítimas em massa nos projetos situados nas três localidades, estabelecendo uma estrutura de emergência para lidar com o influxo de feridos. No total, MSF recebeu 75 pacientes feridos, conduziu procedimentos de estabilização e realizou 15 cirurgias. 

“É muito triste ver uma violência dessa escala acontecendo mais uma vez, na medida em que não havíamos tido mais nenhuma experiência assim desde outubro do ano passado”, disse Emmanuel Lampaert, coordenador-geral de MSF na RCA. “Todas as nossas equipes em Bangui foram mobilizadas e trabalharam de maneira intensiva para oferecer cuidados àqueles que estavam feridos. Nós continuamos monitorando a situação de perto, caso a violência ecloda novamente.”

No total, foram reportadas 21 mortes e mais de 100 feridos, embora os números possam ser ainda maiores. Muitos edifícios na cidade também foram destruídos ou danificados.

MSF atua na RCA desde 1997 e, atualmente, administra 15 projetos no país. Desde dezembro de 2013, em resposta à crise, a organização dobrou sua assistência médica na RCA e também opera projetos para refugiados centro-africanos em países vizinhos.

Leia mais sobre