Você está aqui

RCA: centenas de feridos tratados em Bangui e milhares de deslocados precisando de cuidados

09/12/2013
MSF amplia a assistência às vítimas da violência na cidade

Milhares de deslocados fugiram da violência em Bangui, reagrupando-se em diversos locais nos arredores da cidade. Centenas de feridos foram tratados após os ataques de 5 de dezembro. MSF está ampliando atividades para continuar a tratar os feridos e oferecer serviços de saúde a cerca de 14 mil pessoas deslocadas em dois dos principais assentamentos para deslocados na cidade.

Nos últimos dois dias, equipes de MSF trataram 190 feridos no Hospital Comunitário de Bangui. A maioria apresenta ferimentos à bala ou causados por armas como machetes e facas. O hospital está, agora, superlotado com pacientes e os feridos continuaram a chegar hoje. Outros feridos são tratados nos acampamentos para deslocados e encaminhados para cuidados posteriores, se necessário.

“Até agora, estávamos tratando o influxo de pessoas feridas nos ataques, mas estamos preocupados com a capacidade de internação do Hospital Comunitário, que, em breve, vai estar saturada”, afirma Marie Elisabeth Ingres, coordenadora de projeto no hospital.

Nossas equipes estão fortalecendo os serviços do hospital por meio da abertura de um segundo centro cirúrgico, da estruturação de três tendas adicionais para aumentar a capacidade de internação do hospital e do envio de uma segunda equipe cirúrgica ao local. Hoje, MSF começou a atuar também no Centro de Saúde Castor, tratando pacientes com ferimentos menores e oferecendo serviços de saúde para gestantes.

“Há, também, um crescente número de famílias deslocadas se reunindo em diferentes locais nos arredores da cidade”, conta Marie Elisabeth. “Elas estão vivendo em condições extremamente precárias e é urgente que mais atores se mobilizem e ofereçam assistência a essas pessoas.”

MSF está operando clínicas móveis para atender as cerca de 14 mil pessoas deslocadas reunidas próximo ao aeroporto de Bangui, no centro de Don Bosco. Estamos oferecendo serviços de saúde a crianças com menos de cinco anos, gestantes e feridos, que são encaminhados ao Centro de Saúde Castor ou ao Hospital Comunitário, se necessário. Em Don Bosco, as equipes estão, também, estruturando instalações de higiene para cinco das seis mil pessoas deslocadas que se reuniram ali.

Nos últimos dias, confrontos também irromperam em Bossangoa, cerca de 300 km ao norte de Bangui. As equipes de MSF trataram cerca de 20 feridos e continuam a oferecer cuidados de saúde e serviços de água e saneamento a 35 mil pessoas deslocadas vivendo na cidade.


MSF atua na RCA desde 1996 e agora opera sete projetos regulars em Batangafo, Boguila, Carnot, Kabo, Ndéle, Paoua e Zémio e três projetos de emergência em Bossangoa, Bouca e Bria. Uma equipe móvel de emergência oferece cuidados às regiões de Mbaiki e Yaloké, e pretende iniciar atividades em Bangassou e Ouango. No total, MSF está oferecendo cuidados médicos gratuitos a cerca de 400 mil pessoas na RCA e mais de 100 profissionais internacionais e 1.100 locais trabalham em sete hospitais, dois centros de saúde e 40 postos de saúde pelo país.

Leia mais sobre