Você está aqui

Quênia: MSF trata feridos em Nairóbi

18/01/2008
Nos últimos dois dias, 34 feridos foram tratados nos postos de saúde de Médicos Sem Fronteiras nas favelas de Mathare e Kibera

Foi na favela de Mathare que a equipe de MSF atendeu o maior número de feridos nos últimos dias. Entre a quarta-feira (16) e esta sexta-feira, dois postos médicos na favela receberam 32 pacientes que haviam sido vítimas da onda de violência nas ruas.

Nesta quinta-feira, no início da noite, três pessoas feridas a bala receberam tratamento de emergência. Quando a saúde deles se estabilizou, eles foram transferidos para um hospital. Duas outras pessoas tinham ferimentos a bala menos graves e foram tratados no local.

Mais à noite, a equipe de MSF recebeu uma ligação sobre três feridos e dois mortos, mas não pôde chegar até eles porque é muito perigoso se movimentar à noite.

Nesta sexta-feira em Kibera, onde MSF reforçou duas de suas três clínicas para responder a chegada de feridos em potencial, duas crianças foram tratadas com ferimentos a bala. Um delas tinha 13 anos e a outra era ainda mais nova. Ambas haviam sido baleadas na perna.

MSF está oferecendo apoio ao hospital particular Masaba para tratar nove feridos a bala, levados para o hospital nesta sexta. Quatro mortes foram registradas no local.

A maioria dos pacientes, entre eles duas mulheres, foram feridos a facas ou pedaços de madeira, alguns dele estavam gravemente feridos. Vários pacientes precisaram ser transferidos para um hospital.

As unidades de emergência de MSF continuam abertas nas favelas de Mathare e Kibera. Em Mathare, duas unidades de saúde foram instaladas na Casa Azul (clínica de MSF para o tratamento de pessoas com HIV/Aids) e nas unidades do Conselho Nacional de Igrejas do Quênia. A equipe média e os trabalhadores de primeiros socorros ficam baseados lá.

Três ambulâncias circulam pelas favelas e respondem aos chamados de emergência para atender os feridos. Para os em estado mais grave, um sistema de transferência foi estabelecido com o hospital público de referência e com um hospital privado. No Centro de Saúde de Kibera Sul e na clínica de Gatwekera, onde MSF normalmente oferece assistência de saúde primária e tratamento para HIV/Aids, foram preparados para receber feridos também.

MSF implementou um serviço de ambulância para transportar os gravemente feridos para o Hospital Masaba, onde um cirurgião e um anestesista de MSF estão ajudando a equipe desde sexta-feira, também levando material cirúrgico.

Leia mais sobre