Você está aqui

Primeira equipe de MSF chega ao Chile

01/03/2010
Profissionais vão viajar para Maule para verificar as necessidades das cidades litorâneas da região

Integrantes da equipe de Médicos Sem Fronteiras (MSF) vindos da Argentina já chegaram a Santiago, capital do Chile, para verificar as necessidades das vítimas do terremoto de magnitude 8.8 graus na escala Richter que atingiu o país no sábado de madrugada. Outras equipes de MSF estão sendo enviadas.

MSF já está em contato com autoridades do governo do Chile para coordenar os esforços de emergência. A primeira equipe vai viajar de Santiago para a região de Maule, ao sul da capital, para fazer um levantamento da situação na área, que foi fortemente afetada pelo terremoto.

As equipes de MSF planejam focar seu trabalho nas regiões perto do epicentro, mas priorizando as vilas periféricas e áreas onde a ajuda leva mais tempo para chegar. De acordo com os primeiros relatos, as áreas litorâneas localizadas longe dos principais centros urbanos estão entre os locais mais afetados pelo terremoto e também são as mais difíceis de serem alcançadas.

A primeira equipe de MSF, com alguns dos integrantes já no terreno e outros ainda viajando, é formada por médicos, logísticos e um enfermeiro vindos da Argentina, Bolívia, Panamá e México.