Você está aqui

Ocean Viking é impedido de voltar para área de resgate no mar por medida discriminatória

28/02/2020
Tripulação é mantida em quarentena por medo do surto de Covid-19; a medida foi imposta apenas a barcos de resgate
Ocean Viking é impedido de voltar para área de resgate no mar por medida discriminatória

Foto: Sandy McKee/MSF

Como a Itália foi atingida pelo surto de Covid-19 no domingo, o Ocean Viking – navio de busca e salvamento operado por Médicos Sem Fronteiras (MSF) e a ONG SOS MEDITERRANEE – foi colocado em quarentena após o desembarque de 276 pessoas resgatadas no mar nos dias anteriores.

O Ocean Viking cumpriu todas as medidas e agora está ancorado na Sicília por quase cinco dias. É cada vez mais claro que as restrições de quarentena estão sendo aplicadas de forma discriminatória apenas para embarcações de busca e resgate.

Michael Fark, coordenador-geral de MSF para operações de busca e salvamento e para Líbia, explica a situação:

“Colocar em quarentena o Ocean Viking é equivalente a parar uma ambulância no meio de uma emergência. Essa é uma ação discriminatória – os únicos navios que foram colocados em quarentena são os que efetuam resgates.

Nas últimas 48 horas, tivemos relatos de barcos em perigo no Mediterrâneo Central. Estamos profundamente preocupados com o destino das pessoas que neles viajam. Embora tenhamos cumprido totalmente as medidas preventivas, atualmente não temos motivos para suspeitar que qualquer pessoas da tripulação a bordo tenha contraído ou sido exposta ao vírus. Em conformidade com um pedido das autoridades italianas, a temperatura e o estado de saúde de todos estão sendo verificados e reportados pela equipe médica de MSF a bordo duas vezes por dia.

À medida que o conflito na Líbia aumenta, migrantes e refugiados presos no país dizem que não têm outra escolha senão arriscar suas vidas para escapar atravessando o Mediterrâneo. É urgente que o Ocean Viking volte ao mar para evitar que homens, mulheres e crianças se afoguem. As preocupações legítimas de saúde pública colocadas pelo Covid-19 não devem ser usadas para justificar a interdição de salvar vidas no mar.”

Há 32 tripulantes e um jornalista atualmente a bordo do Ocean Viking, ancorado em quarentena no porto de Pozzallo (Sicília) desde domingo, 23 de fevereiro. A equipe médica de MSF a bordo é treinada e capaz de aplicar todas as medidas de prevenção, incluindo contra o Covid-19, seguindo protocolos estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde italiano. Após o desembarque de 276 pessoas resgatadas no domingo, 23 de fevereiro, em Pozzallo (Sicília), os sobreviventes foram mantidos em quarentena e examinados; nenhum caso de Covid-19 foi reportado.

 

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar