Você está aqui

Noite de cinema: saúde mental no Sudão do Sul

06/01/2020
Como atividades recreativas aliviam o sofrimento de crianças no campo de Proteção de Civis de Bentiu
Noite de cinema: saúde mental no Sudão do Sul

Foto: Emin Ozmen

Uma longa permanência no hospital é estressante para qualquer pessoa, mas especialmente para as crianças. A especialista em saúde mental Margaret compartilha uma abordagem criativa no Sudão do Sul.

“No hospital de saúde secundária de MSF, no campo de Proteção de Civis de Bentiu, no Sudão do Sul, o tempo médio de permanência de crianças na ala cirúrgica pediátrica é de seis semanas. Algumas crianças no centro de alimentação terapêutica hospitalar ficam por quatro semanas ou mais. É muito tempo para ficar no hospital.

Para combater o estresse, nossa equipe de saúde mental do hospital tenta realizar pelo menos três atividades divertidas para crianças e seus cuidadores por semana, mas às vezes estamos ocupados e não conseguimos. Na semana passada, a equipe de saúde mental foi apanhada em algumas crises, por isso não conseguimos cumprir nosso cronograma normal. Tivemos que criar um novo plano.

O Plano

Enquanto tentava descobrir como montar algo que ajudaria nossos pacientes sem consumir muitos recursos, pensei em fazer um cinema animado à noite! Isso forneceria estímulo auditivo e visual para pacientes jovens e seus cuidadores e nem exigiria um tradutor, pois a “linguagem” da animação é universal devido à sua natureza visual e auditiva.

Configuração e participantes

Instalamos um novo espaço adequado para crianças do hospital, que se tornou um ponto de encontro popular para crianças e seus cuidadores. Quando começamos a montar, as crianças ficaram curiosas e queriam saber o que estávamos fazendo.

Eu disse a elas que era uma surpresa (eu precisava de um tradutor para isso!). Todos riram e se aproximaram para assistir à instalação das diferentes conexões elétricas, tela e computador.

Finalmente, chegou a hora de começar o filme. Eu pedi a um tradutor para explicar que elas iriam ter uma noite de cinema assistindo um desenho animado. Todos sorriram, aplaudiram e começaram a se sentar nos bancos. Por algumas horas, elas foram capazes de esquecer seus desafios e desfrutar de uma noite de entretenimento estimulante, mas relaxante.

Os mais felizes do hospital

Os objetivos dos grupos estão centrados em como as crianças e os cuidadores se sentem em relação à longa permanência no hospital, compartilhando espaço, brincando juntos e se apoiando. Eles compartilham jogos nas enfermarias, jogam bola juntos no novo espaço adequado para crianças, caminham juntos para o consultório de saúde mental de muletas com o apoio de não amputados, apoiam pacientes recém-admitidos na enfermaria de cirurgia pediátrica e informam a equipe de saúde quando um deles está tendo um dia ruim e precisa de assistência. Esse senso de amizade facilitou os dias de limpeza e tratamento de feridas na sala de operações e esses jovens pacientes parecem ser os mais felizes do hospital!

Apoiando um ao outro

Esse mesmo sistema de suporte também estava à toda durante a noite de cinema, pois os pacientes ajudavam seus amigos amputados a encontrar lugares nos bancos mais altos e me informavam se alguém precisava de uma cadeira porque não conseguia sentar em um banco.

Os cuidadores ficaram animados em ver seus filhos juntos e alguns pacientes adultos também se juntaram ao evento.
O que está acontecendo com esses jovens pacientes é definitivamente delicioso e difícil de capturar em palavras. É uma experiência incrível de cura – uma que esperamos continuar a realizar como parte regular de nossa programação de saúde mental no futuro.


 

Leia mais sobre

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar