Você está aqui

Níger: quase 300 mil crianças vacinadas contra o sarampo

04/04/2008
MSF enviou equipes para as regiões de Zinder e Maraid, onde foram registrados o maior número de casos da doença

Em dezembro de 2007, casos de sarampo começaram a ser registrados na região de Maradi e Zinder, no Níger. Durante o mês de janeiro, as autoridades sanitárias do governo promoveram a vacinação de crianças com entre nove meses e cinco anos de idade. Apesar da campanha nacional de vacinação, o número de crianças infectadas pela doença aumentou: 2,2 mil casos foram registrados nacionalmente entre os dias 1º de janeiro e 23 de março. Para combater a disseminação de doenças, as equipes de MSF deram início a campanhas de vacinação para crianças com entre seis meses e 15 anos de idade em Zinder e Maradi.

Zinder: estratégia 'teia de aranha'
Na região de Zinder, as equipes de MSF montaram um sistema de monitoramento, treinaram equipes médicas e lançaram uma campanha de alerta nacional nas estações de rádio.

Desde o dia 26 de março, 42 mil crianças com idade entre seis meses e 15 anos foram vacinadas em um raio de 15 quilômetros da cidade de Magaria, na fronteira com a Nigéria. A região é muito rural com uma população altamente dispersa. Por isso, MSF adotou uma estratégia descentralizada com equipes móveis indo até os vilarejos mais remotos. Essa estratégia permite que as crianças sejam vacinadas diretamente em seus vilarejos, melhorando a cobertura da vacinação e permitindo uma detecção mais rápida das pessoas com a doença. Estão sendo identificadas cerca de 20 crianças com sarampo por dia.

Mais ao norte, outras equipes deram início à campanha de vacinação na cidade de Zinder, no dia 30 de março. Cerca de 94,700 crianças foram vacinadas nos últimos cinco dias. Essa campanha de vacinação vai ser extendida às áreas mais rurais do distrito de Zinder.

Todas as 350 mil vacinas compradas por MSF para a região de Zinder foram entregues e estão prontas para serem aplicadas.

Maradi: 142 mil crianças vacinadas

Dos 2,2 mil casos registrados no início do ano, 946 foram registrados na região Maradi (Comuna Maradi, Guidam Roumji e Madarounfa).

No dia 1º de abril, 106 mil crianças foram vacinadas na cidade de Maradi (das quais 41 mil crianças com menos de cinco anos) e 35.124 no distrito de Guidam Roumji. A cobertura da vacinação chegou até 88.6%.

Sarampo provoca complicações nas crianças desnutridas
O Níger tem um dos píores índices de desnutrição infantil aguda e crônica no mundo. MSF mantém programas nutricionais em diversas localidades nas regiões de Maradi (Maradi, Guidan Roumdji, Dakoro), Zinder (Zinder, Magaria) e Tahoua (Madoua e Bouza). Quando a desnutrição e o sarampo se combinam, forma-se um quadro extremamente sério para as crianças. A desnutrição enfraquece a resposta do sistema imunológico e deixa as crianças mais vulneráveis a doenças infecciosas como sarampo. Da mesma forma, crianças com sarampo são mais suscetíveis à desnutrição. Por isso, é essencial proteger as crianças contra o sarampo no Níger. MSF deu início a uma campanha de vacinação maciça para evitar que a doença se espalhe ainda mais.