Você está aqui

Níger: MSF suspende atividades em Dabaga

24/10/2007
Equipes foram atacadas quando viajavam pela região na segunda-feira passada e tiveram carros e material médico roubados

Manhã de segunda-feira, dia 22 de outubro. Cinco homens, um deles armado, atacam uma equipe de Médicos Sem Fronteiras (MSF) que viajava em dois veículos de Agadez para Dabaga, onde MSF oferecia atendimento médico no posto de saúde local desde o início de outubro. Os agressores tomaram os veículos e o que havia dentro deles. Nossa equipe formada por seis pessoas – um médico, uma enfermeira, um especialista em logística, um farmacêutico e dois motoristas – seguiu para o vilarejo mais próximo a pé e de lá conseguiu voltar para Agadez.

Após esse incidente, MSF decidiu suspender suas atividades em Dabaga e em seus arredores uma vez que a falta de segurança nos impede de oferecer o atendimento de forma adequada para as pessoas que vivem nesta área. Além disso, esse episódio ocorreu após o roubo de um veículo de MSF na mesma estrada para Dabaga

MSF ia registrar uma queixa sobre o roubo do veículo e o ataque à equipe, quando o governador da região de Agadez oficialmente pediu que "suspendêssemos as atividades na região de Agadez". Os seis integrantes da equipe de MSF em Agadez voltaram para a capital, Niamey, na terça-feira, dia 24. No momento, nosso trabalho em Dabaga foi suspenso.

Dabaga, localizado no distrito de Aïr, é uma cidade a 50 quilômetros de Agadez. No começo de outubro, com a autorização das autoridades, começamos a oferecer apoio médico, nutricional e logístico para o posto de saúde de Dabaga. O objetivo do programa era melhorar o nível de assistência em uma região onde violentos confrontos tiraram o acesso das pessoas aos cuidados de saúde. Nossa equipe vinha realizando consultas médicas no posto de saúde, havia começado a aumentar o suprimento de medicamentos e equipamentos médicos e estava reformando os prédios para garantir uma melhor higiene e suprimento de água potável. Cerca de 50 consultas foram realizadas a cada dia e várias crianças desnutridas foram internadas. Ao todo, 23 crianças moderadamente desnutridas e 24 gravemente desnutridas haviam sido hospitalizadas somente na semana passada.

MSF mantém suas atividades no sul do Níger, na região de Maradi. MSF trabalha nesta localidade desde 2001 e atualmente conduz um programa de nutrição em um hospital e em 12 clínicas de saúde. Mais de 8.500 crianças participaram deste programa em 2007, dentre os quais 80% através das clínicas móveis. Simultaneamente, entre maio e outubro, MSF distribuiu suplementos alimentares especiais mensalmente para mais de 63 mil crianças.

Leia mais sobre